Search

Você pode gostar disso:

Drama Filmes Na pré Primeiro Aqui

Kung-Fusão (“Kung Fu Hustle”)

Eu indico Kung Fu Hustle (China, 2004) “Kung-fusão” conta a

coolcryingstar
O Sol é Para Todos (1962)
Drama Filmes Na pré Primeiro Aqui

O Sol é Para Todos (1962)

Alabama, anos 1930. A pequena Jean (Mary Badham) é uma menina inteligente que tem no seu pai o grande herói. Atticus Finch (Gregory Peck) é um advogado viúvo que cuida de seu casal de filhos pequenos. Idealista e honesto, ele será o defensor de Tom, um negro acusado de estuprar uma mulher branca. Num júri composto apenas de brancos, todos sabem qual será o veredicto. Mas o advogado não desistirá de tentar provar que Tom é inocente. Além desse julgamento, a amizade de Jean com Boo Radley (Robert Duval), um deficiente mental que vive encarcerado em sua casa, vai fazer com que a menina passe a ver o mundo sob uma nova ótica e descobrir que o mundo dos adultos é mais cruel do que parece.

laughingconfusedmoustachetongue
Jogador Nº 1 (2018)
Drama Filmes Na pré Primeiro Aqui

Jogador Nº 1 (2018)

O ano é 2045. Em Columbus, Ohio, vive Wade Watts (Tye Sheridan), jovem que se vê preso a um mundo onde em vez de resolver os problemas, as pessoas apenas sobrevivem a eles. Morando sob o mesmo teto de sua tia Alice, constantemente vítima de seus detestáveis companheiros perdedores, o garoto encontra a fuga deste ambiente na realidade virtual do jogo OASIS. Dirigido por Steven Spielberg. Resenha SEM spoilers.

cryingtongue

A Cabana (2017)

The Shack (EUA, 2017)

Lançado em 2008, rapidamente o livro A Cabana vendeu 10 milhões de cópias nos EUA. O escritor canadense William P. Young conseguiu conquistar um público grande com o passar dos meses, mesmo sua história sendo mais voltada ao público religioso. Percebe-se que a repercussão foi muito boa, ou seja, pessoas comentavam muito bem sobre o livro e outras se sentiam impelidas a conferir. 10 anos depois chega a adaptação deste aos cinemas.

Sem dúvida, o forte do filme está nas mensagens e simbologias ao utilizar personagens representando Deus, Jesus e o Espírito Santo. Os diálogos que o personagem principal, um homem sofrido, tem com Deus, durante um final de semana, são bonitos e reflexivos. Provavelmente fizeram uma adaptação boa ou ao menos justa do livro (não li para poder afirmar). Mack está arrasado desde que perdeu sua filha pequena, assassinada por um maníaco. Mas ele tem o privilégio de ser convidado pelo próprio Deus para uma conversa. Então, de forma nada original, a vida dele se transforma.

Dor, ódio, fé, amor, perdão. São palavras-chave que vêm a tona nas passagens do filme. Enquanto muitos crentes e religiosos devem amar o resultado, é provável que outros achem o filme cansativo, e de fato algumas lições poderiam ser resumidas e outras, menos forçadas. Acaba que o filme peca principalmente na duração de cenas, talvez tentando ser didático demais, dando uma forma lenta de desenvolver o enredo, deixando o espectador tendo que encarar 2 horas e 12 minutos para saber como vai terminar essa jornada. É provável que muita gente que não experimentou, nem se interesse mais pelo livro, pois fica a sensação de que não haverá profundidade alguma no livro em relação ao que foi mostrado no filme. Dessa forma, é bem fácil classificar o mesmo como um filme de auto ajuda e criar uma certa repelia ou preconceito. Por outro lado, sempre acho que vale a pena uma história que discuta a relação das pessoas com Deus ou a falta desta e, mais ainda, dando uma visão otimista das coisas.

Tags Relacionadas cabana, crítica, estreia, Octavia Spencer, pré estreia, resenha, Sam Worthington, William Young
Próximo post Post anterior

Você pode gostar disso:

cryingmoney
Hanami – Cerejeiras em Flor (Alemanha, 2008)
Filmes

Hanami – Cerejeiras em Flor (Alemanha, 2008)

Quando descobre que seu marido tem pouco tempo de vida, Trudi não sabe se deve contar a ele a verdade. Em vez disso, ela decide planejar com Rudi uma viagem, para que aproveitem bem estes últimos momentos juntos. Sonhando conhecer o Japão, país pelo qual é apaixonada, a mulher decide que este será o destino do casal, mas que antes eles irão até Berlim, para fazer uma última visita a seus dois filhos que moram lá. Dirigido por Doris Dörrie.

Filmes

As Vinhas da Ira (“The Grapes of Wrath”, EUA, 1940)

Eu indico The Grapes of Wrath (EUA, 1940) A história

Filmes

Depois da Chuva (Ame agaru)

Eu indico Depois da Chuva (Japão, 1999) Misawa é um

0 Comentário

Sem comentários

Você pode ser o primeiro a comentar este post!

Deixe seu comentário

Seus dados estão seguros! Seu endereço de email não será publicado. E seus dados não serão compartilhados com terceiros. Campos obrigatórios marcados como *