Search

Você pode gostar disso:

Filmes

Diário de um Jornalista Bêbado (“The Rum Diary”)

Eu indico Diário de um Jornalista Bêbado (EUA, 2011) Paul

Filmes

O Homem Invisível (The Invisible Man)

Eu indico The Invisible Man (EUA, 1933) Jack Griffin (Claude

Filmes

Coraline e o Mundo Secreto (“Coraline”)

Eu indico Coraline (EUA, 2008) O filme conta a história

A General (EUA, 1926)

Eu indico
The General (EUA, 1926)
Johnnie (Buster Keaton) é apaixonado por sua locomotiva, a General, e também pela bela Annabelle Lee (Marion Mack). Quando a Guerra Civil Americana tem início, ele não é aceito como combatente porque seria mais útil como maquinista. Porém, Annabelle, seu irmão e o pai passam a considerá-lo um covarde por não lutar. É quando a General e Annabelle são raptadas por espiões da União, e Johnnie deve correr atrás de ambas, numa aventura movimentada, excitante e divertida através da ferrovia. Dirigido por Clyde Bruckman.
Buster Keaton e a locomotiva:
Não somente existiu Charlie Chaplin como um grande nome da comédia do cinema mudo. Buster Keaton é considerado tão grande quanto. O melhor ainda é que não havia uma rivalidade hostil entre eles. Inclusive, a convite de Chaplin, Buster Keaton participa de uma cena importante no filme “Luzes da Ribalta” (Limelight, 1952), ambos já com idade mais avançada, porém mostrando todo o seu talento.
Neste filme “A General”, realizado em 1926, além da recriação da época da Guerra Civil, figurino, cenários e um pouco de som (pancadas e tiros, por exemplo) mesmo com os diálogos mudos, temos uma bela comédia ao estilo Buster Keaton, um filme perfeito para ele mostrar todo o seu talento. Com várias sequências de ação repletas de criatividade, principalmente as cenas de perseguição na ferrovia, ainda temos o detalhe de que Keaton não utilizava dublês. Ele se arriscava andando em cima do trem em movimento, enquanto mantém o mesmo operando, saindo e voltando para remover os obstáculos nos trilhos, sendo tudo isso repleto de várias atrapalhações, sorte e azar. Criativo e atrapalhado, dá para sentir pena e, ao mesmo tempo, rir muito das desventuras do protagonista para recuperar sua amada. Chama a atenção também o fato de que este ator, considerado “o palhaço que não ri”, praticamente não alterava sua expressão facial, independente da situação. Não vemos um sorriso, vemos uma seriedade diferente que virou a marca registrada de sua atuação, junto com cenas divertidas de humor pastelão. Até a trilha sonora ajuda, com uma música que combina com as cenas movimentadas sobre os trilhos.
Em sua estreia, foi um fracasso de público e crítica, decepcionando bastante Buster Keaton, que considerou este o seu filme favorito. Após algumas décadas, o filme passou a ser admirado e hoje em dia é faz parte de diversas listas de “melhores de todos os tempos”. Podemos encontrar facilmente o mesmo em uma versão Blu-Ray, lançada em 2009, com direito a uma entrevista com o cineasta Orson Welles, que deixa seu recado considerando este filme “a melhor comédia que já foi feita, o melhor filme sobre a Guerra Civil que já foi feito e talvez o melhor filme que já foi feito”.
Curiosidades – SPOILER:
A cena da batalha final provocou um pequeno incêndio em uma floresta perto do rio, fazendo com que a equipe parasse de filmar para apagar o fogo.
Existiu a verdadeira locomotiva General que estava em Nashville, mas ela não pôde ser usada nas filmagens.
Na cena em que Johnny e Annabelle enchem o reservatório de água do trem, Marion Mack disse em uma entrevista anos depois que ela não sabia que seria ensopada. Buster Keaton não a contou para que o choque da atriz fosse bem genuíno.
__________________________________
Fontes:

http://www.adorocinema.com/filmes/filme-108016/curiosidades/

Próximo post Post anterior

Você pode gostar disso:

coolcrying
Jesus de Nazaré (“Jesus of Nazareth”) – de Franco Zefirelli
Clássico

Jesus de Nazaré (“Jesus of Nazareth”) – de Franco Zefirelli

Franco Zefirelli dirige esse clássico que conta a história de Jesus desde sua humilde origem, como filho de Deus. Sua viagem inclui o Sermão no Montes das Oliveiras, as Tentações de Satanás, a escolha dos Doze Apóstolos, a Última Ceia, a Crucificação e a Ressurreição.

Filmes

Anna dos 6 aos 18 (Rússia, 1993)

Eu indico Anna: Ot shesti do vosemnadtsati (Rússia, 1993) O

angelcrying
Docinho da américa (EUA, 2016)
Comédia

Docinho da américa (EUA, 2016)

Uma adolescente de espírito livre foge de casa e parte numa viagem ao longo dos Estados Unidos. Para sobreviver, a jovem vende assinaturas de revistas, enquanto curte festas, se apaixona pela primeira vez e também acaba se envolvendo em crimes. Dirigido por Andrea Arnold.

0 Comentário

Sem comentários

Você pode ser o primeiro a comentar este post!

Deixe seu comentário

Seus dados estão seguros! Seu endereço de email não será publicado. E seus dados não serão compartilhados com terceiros. Campos obrigatórios marcados como *