Search

Você pode gostar disso:

angrypunk
February (2015)
Filmes Suspense Terror

February (2015)

Joan caminha em direção a uma prestigiada escola preparatória para meninas, onde Rose e Kat se encontram presas depois de seus pais misteriosamente as esquecerem. Enquanto Joan se aproxima, visões aterrorizantes começam a assombrar Kat, ao mesmo tempo em que Rose acredita horrorizada que sua está sendo influenciada por uma força maligna. Dirigido por Ossgood Perkins.

Filmes Suspense Terror

Distrito 9 (“District 9”)

Eu indico Distrito 9 (EUA / Nova Zelândia / África

cryingmoney
Sentidos do Amor (2011)
Filmes Suspense Terror

Sentidos do Amor (2011)

Susan (Eva Green) é uma estudiosa epidemiologista em crise com o amor. Ao conhecer o sedutor Michael (Ewan McGregor), um talentoso chefe de cozinha, tenta resistir, mas logo acaba rendendo-se. No entanto, enquanto a paixão do casal aumenta, uma misteriosa pandemia se espalha pelo mundo. Dirigido por David Mackenzie.

angrypunk

A Tempestade do Século (EUA / Canadá, 1999)

Storm of the Century (EUA / Canadá, 1999)

Little Tall é uma pequena cidade que fica em uma ilha longe do continente e está prestes a receber uma violenta tempestade de neve. Andre Linoge (Colm Feore), um forasteiro bastante estranho, chega na pequena cidade e cria pânico e morte entre os moradores. Ele sabe o segredo de todos os habitantes. Mike Anderson (Timothy Dale), o policial da cidade, tenta manter cada um em alerta contra a forte tempestade e contra Linoge. Dirigido por Craig R. Baxley. Roteiro de Stephen King.

“Dê-me o que quero e eu irei embora”

A Tempestade do Século é uma das melhores histórias criadas por Stephen King, com um terror focado no psicológico e capaz de prender bastante a atenção. Quem encarar o filme, com quatro horas e pouco de duração, não vai se arrepender. O roteiro foi escrito pelo próprio escritor, diferente da maioria de suas adaptações para o cinema, e ele só lançou o livro depois, garantindo assim a fidelidade e o excelente resultado. Nas mãos do Craig R. Baxley, a parceria funcionou muito bem, a sensação de imersão na história é alta, ou seja, o espectador vai se sentir como os personagens presos naquela situação: angustiado, confuso e perplexo. Originalmente, foi produzida como uma mini série de três capítulos para a rede de televisão ABC.

Little Tall é uma pequena ilha do Estado norte-americano do Maine. Os moradores estão se preparando para enfrentar a pior nevasca dos últimos anos. A tranquilidade do lugar é garantida pela convivência com algumas regras básicas, e pelo protagonista Mike Anderson (Timothy Dale), policial da cidade que resolve tudo e acalma as coisas, quando preciso. Mas essa tranquilidade é abalada quando surge, na cidade, de forma inexplicável, um estranho chamado Andre Linoge (Colm Feore), que conhece todos os segredos dos habitantes e gera situações de desconforto, repetindo sempre a mesma frase: “Dê-me o que quero e eu irei embora“. O que vem a partir daí não pode ser contado para não estragar a obra, então pode se preparar para a revelação e os acontecimentos interessantes que virão. A história vai se tornando cada vez mais sufocante até a sua conclusão. Não somente prende a atenção, como toda a explicação para o que acontece é muito criativa.

Um elemento interessante relacionado às histórias de Stephen King são as ligações entre elas. Por exemplo, em “A Tempestade do Século”, a ilha onde a ação acontece, Little Tall, é a mesma do filme Eclipse Total (“Dolores Claiborne”, 1995). Durante outra passagem, um dos moradores fala sobre a cidade de Derry, local onde se passa a história do livro Insônia (Insomnia, 1994) e várias outras (é o local preferido de Stephen King em suas histórias). E em outra cena, um personagem está lendo “The Little Pig”, que é uma das histórias favoritas do garotinho de O Iluminado (“The Shinning”, 1980).

Meu nome é Legião, porque somos muitos” – SPOILER

Ocorre numa das cenas uma referência a uma passagem bíblica. De acordo com os evangelhos, Jesus exorcizou um homem que estava possuído na região dos gerasenos (atualmente Jerash). Ele estava possuído pelo demônio conhecido como “Legião”, uma coletividade de demônios. Quando Jesus pergunta o seu nome, ele responde: “Meu nome é Legião, porque somos muitos.”, assim como ocorre no filme. Uma grande horda de porcos estava se alimentando ali perto e Jesus fez com que os espíritos malignos saíssem do homem e entrassem nos porcos. Aproximadamente 2.000 porcos correram e se jogaram de uma ladeira, afogando-se num lago. Da mesma forma os habitantes da ilha são arrastados para uma direção, tendem a cair e se afogar, como os porcos, se não obedecerem a Linoge.

__________________________________
Fontes:
http://bocadoinferno.com.br/criticas/2013/09/a-tempestade-do-seculo-1999/

Tags Relacionadas crítica, crítica Tempestade do Século, filme Tempestade do Século, filmes Stephen King, resenha, resenha Tempestade do Século, Stephen King, Stephen King filme, Tempestade do Século
Próximo post Post anterior

Você pode gostar disso:

confusedcryingstar
Síndromes e um século (Tailândia, 2006)
Favoritos

Síndromes e um século (Tailândia, 2006)

Situações aparentemente insignificantes ganham um grande significado nesta obra cinematográfica do diretor tailandês Apichatpong Weerasethakul. Retrato da modernização da Tailândia e as síndromes do século, através de situações em um hospital.

laughingsecret
2 Coelhos (Brasil, 2012)
Ação

2 Coelhos (Brasil, 2012)

Edgar (Fernando Alves Pinto) encontra-se na mesma situação que a maioria dos brasileiros: espremido entre a criminalidade, que age impunemente, e a maioria do poder público, que só age com o auxilio da corrupção. Cansado de ser vítima desta situação, ele resolve fazer justiça com as próprias mãos e elabora um plano que colocará os criminosos em rota de colisão com políticos gananciosos. Na medida que o plano de Edgar é executado, descobrimos pouco a pouco suas reais intenções e sua história, marcada por um terrível acidente e um amor que ele jamais esqueceu. Dois Coelhos é um enigmático suspense de ação onde cada minuto vale mais que todo o passado. Dirigido e escrito por Afonso Poyart.

cryingmoney
Blue Valentine (“Namorados Para Sempre”)
Romance

Blue Valentine (“Namorados Para Sempre”)

Blue Valentine, traduzido no Brasil para “Namorados Para Sempre”, conta a história de Cindy e Dean, casados há algum tempo e com uma filha. O casal passa por um momento de crise, vendo o relacionamento ser desmanchado aos poucos. Dispostos a seguir em frente, os dois tentam superar os problemas, buscando no passado e no presente os motivos que o mantiveram unidos até este momento e os fizeram se apaixonar um pelo outro.

0 Comentário

Sem comentários

Você pode ser o primeiro a comentar este post!

Deixe seu comentário

Seus dados estão seguros! Seu endereço de email não será publicado. E seus dados não serão compartilhados com terceiros. Campos obrigatórios marcados como *