Search

Você pode gostar disso:

confusedcryingstarsecret
O Som ao Redor (Brasil, 2012)
Ação Comédia Filmes Na pré

O Som ao Redor (Brasil, 2012)

A presença de uma milícia em uma rua de classe média na zona sul de Recife muda a vida dos moradores do local. Ao mesmo tempo em que alguns comemoram a tranquilidade trazida pela segurança privada, outros passam por momentos de extrema tensão. Ao mesmo tempo, casada e mãe de duas crianças, Bia (Maeve Jinkings) tenta encontrar um modo de lidar com o barulhento cachorro de seu vizinho. Roteiro e direção de Kleber Mendonça Filho.

Ação Comédia Filmes Na pré

A Fraternidade é Vermelha (“Trois couleurs: Rouge”)

Eu indico A Fraternidade é Vermelha (Polônia / França /

crying
Ressurreição (EUA, 2016)
Ação Comédia Filmes Na pré

Ressurreição (EUA, 2016)

Às vésperas de um levante em Jerusalém, surgem rumores de que o Messias judeu ressuscitou. Um centurião romano agnóstico e cético (Joseph Fiennes) é enviado por Pôncio Pilatos para investigar a ressurreição e localizar o corpo desaparecido do já falecido e crucificado Jesus de Nazaré, a fim de subjulgar a revolta eminente. Conforme ele apura os fatos e ouve depoimentos, suas dúvidas sobre o evento milagroso começam a sumir. Dirigido por John Huston.

laughingangeltongue

Baywatch: SOS Malibu (2017)

Baywatch (2017)

Como comédia, Baywatch funciona muito bem. Com situações engraçadas, utilizando bem os clichês do gênero, assim como atores adequados ao papel, é uma opção certa para quem quer relaxar e se divertir vendo um filme. Dirigido por Seth Gordon.

A proposta é um remake de uma das séries mais famosas na década de 90, conhecida aqui no Brasil como S.O.S. Malibu, na qual salva-vidas atuavam nas praias de Los Angeles, Califórnia. Assistir a essa série nos dias de hoje pode causar risos e estranheza, pois a mesma ficou famosa por entreter espectadores com os corpos sarados dos salva-vidas (homens e mulheres) correndo nas praias, em câmera lenta. Como esperado, o filme explora essa situação de tal forma que faz uma paródia divertida com a própria série. A escolha de Dwayne Johnson e Zac Efron foi certeira neste sentido, já que os atores são como um símbolo de corpos bem trabalhados.

No filme, novatos são agregados à dupla formada por Dwayne Johnson e Ilfenesh Hadera, após uma competição. Como se trata de uma equipe, a boa sinergia entre os atores/personagens foi fundamental para o resultado do filme. Você percebe logo quem vai ser o palhaço do grupo, o metido que acaba sempre ajudando no final, o capitão, as musas, enfim. O ator Jon Bass, que interpreta o Ronnie, apaixonado por uma salva-vidas, rouba algumas cenas como um personagem hilário. Zac Efron é o novato no grupo que vai dar um bom trabalho ao Dwayne Johnson, contudo vai provar o seu valor. O personagem de Zac também garante cenas bem divertidas, já que se torna alvo de algumas confusões e situações inesperadas. As meninas também estão ótimas: Kelly Rohrbach garante na sensualidade e Alexandra Daddario é a novata focada no seu trabalho.

Dwayne Johnson (o “The Rock”) dispensa comentários. Atualmente um dos atores mais carismáticos do cinema, ele é uma mistura de músculos e simpatia, nem precisa se esforçar para agradar a cada cena. Para somar ao elenco, os atores principais da série original, David Hasselhoff e Pamela Anderson, fazem pontas no filme, agradando aos fãs da série e fortalecendo o longa como remake.

Contudo, nem só de comédia se sustenta o longa. Em meio a cenas absurdas, ele contém algumas lições bacanas a respeito de trabalho em equipe e a importância de tomar ações que vão além do seu quadrado, afinal o grupo não se contenta em salvar pessoas de afogamento, como também se envolve na solução de problemas com drogas e crimes na região diante do comodismo da polícia local. O melhor de tudo foi mostrar que, qualquer que seja o seu trabalho, ele tem um propósito e importância maiores do que você poderia imaginar. Mitch (Dwayne Johnson) introduz frases de efeito que ensinam e inspiram a equipe, ressaltando a importância do trabalho deles, mostrando que salvar vidas na praia pode ser mais importante e gratificante do que ficar em escritórios. Numa dessas lições, ele mostra a importância de ser cauteloso e agir no momento certo, como fazem os tubarões, que vivem se movimentando lentamente, exceto na hora de atacar.

Tags Relacionadas David Hasselhoff, Dwayne Johnson, Malibu, Pamela Anderson, salva-vidas, SOS Malibu, The rock, Zac Efron
Próximo post Post anterior

Você pode gostar disso:

angelcrying
Docinho da américa (EUA, 2016)
Drama

Docinho da américa (EUA, 2016)

Uma adolescente de espírito livre foge de casa e parte numa viagem ao longo dos Estados Unidos. Para sobreviver, a jovem vende assinaturas de revistas, enquanto curte festas, se apaixona pela primeira vez e também acaba se envolvendo em crimes. Dirigido por Andrea Arnold.

Filmes

72 horas (“The Next Three Days”)

Eu indico 72 horas (EUA / França, 2010) John Brennan

laughingmoustachetongue
Ghost in the Shell: Vigilante do Amanhã (2017)
Filmes

Ghost in the Shell: Vigilante do Amanhã (2017)

Num mundo pós 2029, cérebros se fundem facilmente a computadores e a tecnologia está em todos os lugares. Motoko Kusanagi é uma ciborgue com experiência militar que comanda um esquadrão de elite especializado em combater crimes cibernéticos.

0 Comentário

Sem comentários

Você pode ser o primeiro a comentar este post!

Deixe seu comentário

Seus dados estão seguros! Seu endereço de email não será publicado. E seus dados não serão compartilhados com terceiros. Campos obrigatórios marcados como *