Search

Você pode gostar disso:

cryingstar
O Castelo Animado (Japão, 2004)
Filmes

O Castelo Animado (Japão, 2004)

Sophie é enfeitiçada por uma Bruxa que transforma-a numa velha senhora. Sem muitas opções, ela acaba tendo que sair de casa em busca de uma forma de quebrar essa maldição. Sabendo que a região tem fama de possuir feiticeiros e bruxas, ela inicia sua jornada por uma trilha pelas montanhas, onde acaba encontrando o magnífico castelo enfeitiçado de Howl, uma geringonça ambulante que volta e meia passava andando pelas localidades interioranas ao redor da cidade.

Filmes

O Homem Invisível (The Invisible Man)

Eu indico The Invisible Man (EUA, 1933) Jack Griffin (Claude

Filmes

The Electric Horseman (EUA, 1979)

Eu indico O Cavaleiro Elétrico (EUA, 1979) Sonny Steele (Robert

Dúvida

Eu indico
Doubt (EUA, 2008)

O filme é passado em 1964 onde o carismático padre Flynn (Philip Seymour Hoffman) tenta acabar com os rígidos costumes da escola St. Nicholas, localizada no Bronx. A diretora do local é a irmã Aloysius Beauvier (Meryl Streep), que acredita no poder do medo e da disciplina. A escola aceitou recentemente seu primeiro aluno negro, Donald Miller (Joseph Foster), devido às mudanças políticas da época. Um dia a irmã James (Amy Adams) conta à diretora suas suspeitas sobre o padre Flynn, de que esteja dando atenção demais a Donald. É o suficiente para que a irmã Aloysius inicie uma cruzada moral contra o padre, tentando a qualquer custo expulsá-lo da escola. Escrito e dirigido por John Patrick Shanley.

A dúvida e a fé:
“Certa vez houve uma mulher que falava mal de todo mundo e um padre manda que ela esfaqueie um travesseiro de penas. As penas começam a voar e o padre pede a ela para recolher todas as penas, mas ela diz que o vento as levou. É aí que o padre diz: assim é a fofoca”.
Esta situação é contata pelo padre Flynn em um sermão sobre a fofoca, e o filme nos mostra a cena com a situação que ele descreve, para atingir a irmã Aloysius Beauvier. A oportunidade de ver Philip Seymour Hoffman contracenando com Meryl Streep, com direito a uma participação de Viola Davis, e também da não menos importante Amy Adams, já vale a sessão. Como já suspeitado, os quatro receberam indicações por sua atuação, em diversos prêmios importantes, tendo o Oscar e Globo de Ouro entre eles. O roteiro também recebeu indicação de melhor adaptação, sendo baseado numa peça de teatro premiada. A história foi adaptada pelo próprio autor do trabalho teatral, o que confere um trabalho mais fiel.
Partindo de um tema que é presente na esfera da Igreja Católica – o abuso sexual de padres contra crianças de suas paróquias – o filme é muito mais do que isso. Mostra até onde pode ir uma desconfiança, gerada por uma fofoca, através de um conflito constante entre a Irmã Aloysius, com os valores tradicionais e enraizados de uma Igreja, e o Padre Flynn, que mostra uma predisposição para mudanças, envolvimento com a população e um lado mais modernizador da Igreja. O conflito tem início quando surge a suspeita de que o padre tenha um envolvimento sexual com um garoto negro, e a culpabilidade não comprovada, gerando uma dúvida cruel no espectador, permeia todo o filme de uma forma que prende a atenção. A grande discussão entre a Irmã Aloysius e o padre Flynn, numa cena fantástica, é uma guerra interna, com diálogos bem pensados quando cada personagem se dirige ao outro, criando situações subentendidas, acusações indiretas e muito julgamento e controle emocional. Viola Davis aparece em praticamente uma única cena, como a mãe de Douglas, e vemos o preconceito da época e a situação cruel onde ela e seu filho se encontram, onde o garoto precisa de um homem que goste dele (mesmo que seja um padre que pode estar abusando do garoto).
Um filme sobre a fé em contraste com a dúvida, a força da desconfiança e do pecado, dentro de um cenário onde as convicções são muito fortes. Mesmo que as coisas não fiquem claras, é prazeroso ver a forma como os personagens carregam suas dúvidas, suas convicções e, talvez, suas culpas.

http://moviesense.wordpress.com/2009/01/26/doubt-duvida/

Próximo post Post anterior

Você pode gostar disso:

Filmes

As Aventuras do Príncipe Achmed (Alemanha, 1926)

Eu indico As Aventuras do Príncipe Achmed (Alemanha, 1926) Um

Filmes

O Homem Duplicado (“Enemy”, 2013)

O Homem Duplicado (Canadá/Espanha, 2013) Ao assistir um filme, Adam

Filmes

A Chave de Sarah (“Elle s’appelait Sarah”)

Eu indico A Chave de Sarah  (França, 2010) Durante a

0 Comentário

Sem comentários

Você pode ser o primeiro a comentar este post!

Deixe seu comentário

Seus dados estão seguros! Seu endereço de email não será publicado. E seus dados não serão compartilhados com terceiros. Campos obrigatórios marcados como *