Search

Você pode gostar disso:

angelcrying
A festa de despedida (Israel, 2015)
Filmes Suspense Terror

A festa de despedida (Israel, 2015)

Um grupo de amigos em uma casa de repouso em Jerusalém constrói uma máquina de auto-eutanásia, a fim de ajudar um amigo em estado terminal. Quando os rumores sobre a máquina começam a se espalhar, mais e mais pessoas começam a se interessar pela ideia de partir dessa para uma melhor, e o grupo de amigos se questiona se o que estão fazendo é a coisa certa. Dirigido por Tal Granit e Sharon Maymon.

Filmes Suspense Terror

Kung Fury (2015)

Eu indico Kung Fury (EUA / Suécia, 2015) Kung Fury

Filmes Suspense Terror

No Coração do Mar (2015)

Eu indico In the Heart of the Sea (EUA, 2015)

angrypunk

February (2015)

The Blackcoat’s Daughter (2015)

Como um filme de terror alternativo, February (ou The Blackcoat’s Daughter, já que parece ter havido uma indefinição sobre qual título oficial foi adotado para o filme) funciona muito bem. As cenas são um pouco arrastadas, mas o clima de suspense está presente o tempo todo e, com o tempo, cenas mais fortes e aterrorizantes surgem, violetas e mais próximas mesmo do terror do que do suspense. Lembra a atmosfera do excelente A Bruxa (2016), mas claro que não é tão bom quanto.

Apesar da nota do público no IMDb ter ficado abaixo da média (5,6), o metascore (nota dos críticos) chegou a 68, se aproximando um pouco da percepção que tivemos a respeito. É um filme de terror dos bons, beira ao sinistro e também surpreende, principalmente ao final. Apesar de uma temática já muito explorada e com diferentes resultados, este aqui conseguiu um viés diferente e isso só pode ser compreendido ao final do filme.

Apesar de confuso no início, já que foi adotada uma narrativa menos palpável, com o tempo o filme fica mais claro e as coisas vão se ajustando, após passado e presente serem alternados, mesmo numa sequência não linear. Pecou um pouco nessa montagem, já que o exagero das mudanças das cenas não é tão necessário para o resultado do todo. Mas isso pode ser deixado de lado, se nos prendermos à presença maligna que o filme aborda e nas escolhas que um personagem pode chegar a fazer, que chegam a incomodar.

E olha que interessante: foi escrito e dirigido pelo estreante Ossgood Perkins, filho do ator Anthony Perkins, eternizado por sua performance como Norman Bates no filme Psicose (1960), do mestre Alfred Hitchcock. No elenco, a Kiernan Shipka está como uma das protagonistas, e está ótima no papel, uma garota que aparentemente foi abandonada pelos pais na escola (ao menos eles não a visitam), que é uma espécie de escola e retiro de freiras, mas na verdade algo de maligno ronda o local e essa é a premissa do filme. Paralelo a essa narrativa está Joan (Emma Roberts) que está indo na direção dessa escola, não se sabe o porquê. Assim, com todo esse mistério e narrativa não trivial, esperamos que os espectadores confiram até o fim e compreendam, mesmo que não aceitem, a conclusão sinistra a qual o filme chega.

Tags Relacionadas A Bruxa, Anthony Perkins, crítica, Hitchcock, Psicose, resenha
Próximo post Post anterior

Você pode gostar disso:

laughingangeltongue
Deadpool 2 (2018)
Filmes

Deadpool 2 (2018)

Dessa vez, o anti-herói vivido por Reynolds decide impedir que um misterioso soldado do futuro, Cable (Josh Brolin), mate um jovem mutante transgressor (Julian Dennison). Dirigido por David Leitch, essa sequência é um filme extremamente divertido que consegue manter o universo único do Deadpool, fora do contexto tradicional de filmes de herói, com novas piadas e, principalmente, muitos personagens que são bem aproveitados.

laughingcryingmoustache
Chappie (2015)
Drama

Chappie (2015)

Em um futuro próximo, uma opressiva força policial mecanizada é encarregada de patrulhar as ruas e controlar o crime em Joanesburgo, África do Sul. Um dos androides da força policial é roubado e reprogramado com o intuito de ser utilizado como arma pelos criminosos. Ao ser reprogramado, o androide se torna Chappie, o primeiro robô com capacidade de pensar e sentir por si mesmo. Isso faz com que forças poderosas e destrutivas comecem a ver Chappie como uma ameaça para a humanidade e para a ordem pública, e elas farão de tudo para garantir que Chappie seja destruído. Dirigido por Neill Blomkamp.

Filmes

Eu e Você (Io e Te, 2012)

Eu indico Io e Te (Itália, 2012) Escondido no porão

0 Comentário

Sem comentários

Você pode ser o primeiro a comentar este post!

Deixe seu comentário

Seus dados estão seguros! Seu endereço de email não será publicado. E seus dados não serão compartilhados com terceiros. Campos obrigatórios marcados como *