Search

Você pode gostar disso:

Filmes

O Cantor de Jazz (The Jazz Singer, 1927)

Eu indico The Jazz Singer, EUA, 1927 Conta a história

Filmes

Flores do Oriente (“Jin Líng Shí San Chai”)

Eu indico Flores do Oriente (China, 2011) Em meio à

Filmes

Respire (França, 2014)

Eu indico Respire (França, 2014) Charlie (Joséphine Japy) tem 17

Inverno da Alma (“Winter’s Bone”, EUA, 2010)

Eu indico
Winter’s Bone (EUA, 2010)
Ree Dolly (Jennifer Lawrence), uma garota de 17 anos, vai em busca de seu pai desaparecido, para não perder a casa que fora dada por ele como garantia de liberdade condicional. Ao mesmo tempo em que terá que proteger sua família do despejo, ela se verá obrigada a enfrentar ameaças e desafios para descobrir a verdade sobre o seu pai. Escrito e dirigido por Debra Granik.
A frieza intensa:
Jennifer Lawrence parece estar no auge de sua carreira. No Oscar e no Globo e Ouro de 2013 venceu o prêmio de melhor atriz por O Lado Bom da Vida (“Silver Linings Playbook”) e recebeu mais uma indicação por sua atuação, neste ano de 2014, em Trapaça (“American Hustle”), no qual recebeu o Globo de Ouro. Também é a estrela da franquia “Jogos Vorazes”, na qual adquiriu muitos fãs. Mesmo assim, antes de tudo isso, veio Inverno da Alma, com sua primeira indicação como melhor atriz. Apesar de ter sido ofuscada pelo papel de Natalie Portman em Cisne Negro, na cerimônia e na mídia, a atuação de Jennifer Lawrence neste filme é excepcional.
Baseado na obra de Daniel Woodrell, de 2006, o filme recebeu quatro indicações ao Oscar 2011, inclusive melhor roteiro adaptado e melhor atriz. A trama é misteriosa e densa, onde uma adolescente, que cuida de seus dois irmãos pequenos, precisa encontrar o seu pai, procurado pela polícia, para impedir que a justiça tome a sua casa. Cada personagem vai cumprir seu papel no mistério, compartilhando a tristeza e a miséria preponderantes daquela pequena região, junto com todo o frio perceptível. Quase que podemos ser afetados pelo intenso frio sentido por eles.
A câmera tem tomadas bem focadas na personagem principal que, graças à atuação de Jennifer Lawrence, nos passa todos os sentimentos vividos e suportados por ela, até as variações destes. Até o sotaque dela combina com o universo habitado. Através de sua empreitada, sempre se mostrando persistente, todo o comportamento das pessoas ao redor é exposto, numa região onde todo mundo se conhece – ou é parente –, mostrando com ênfase que, diante da pressão, todos podem ser inimigos, mesmo que seja na atitude de frieza diante do problema alheio. A fotografia de Michael McDonough e o clímax bem interessante da trama são outras características que tornam este filme uma boa indicação.
__________________________________
Fontes:
Próximo post Post anterior

Você pode gostar disso:

Filmes

Síndrome de Caim (“Raising Cain”)

Eu indico Síndrome de Caim (EUA, 1992) Charles Nix (John

Filmes

Kung-Fusão (“Kung Fu Hustle”)

Eu indico Kung Fu Hustle (China, 2004) “Kung-fusão” conta a

confusedtongueangrypunk
Ao cair da noite (EUA, 2017)
Filmes

Ao cair da noite (EUA, 2017)

Aplaudido no festival de cinema independente Overlook Film Festival, um terror psicológico e, ao mesmo tempo, bastante reflexivo. Paul (Joel Edgerton) mora com sua esposa e o filho numa casa isolada, com uma certa segurança diante de uma espécie de epidemia. Um dia chega uma família desesperada procurando refúgio e eles aceitam. Aos poucos, a paranoia e desconfiança vão aumentando e Paul vai fazer de tudo para proteger sua família contra algo que vem aterrorizando a todos. Escrito e dirigido por Trey Edward Shults.

0 Comentário

Sem comentários

Você pode ser o primeiro a comentar este post!

Deixe seu comentário

Seus dados estão seguros! Seu endereço de email não será publicado. E seus dados não serão compartilhados com terceiros. Campos obrigatórios marcados como *