Search

Você pode gostar disso:

angelmoney
Embriagado de amor (EUA, 2002)
Ação Animação Comédia Filmes Na pré Primeiro Aqui

Embriagado de amor (EUA, 2002)

Embora suscetível a ataques violentos, o empresário Barry Egan é um homem tímido que leva uma vida solitária e tranquila. No entanto, vários eventos ocorrem e mudam sua vida, como apaixonar-se por uma colega de trabalho da sua irmã, Lena Leonard. Porém, o romance é ameaçado quando Egan é vítima de um chantagista. Dirigido por Paul Thomas Anderson.

Ação Animação Comédia Filmes Na pré Primeiro Aqui

O Palhaço que Não Ri (The Buster Keaton Story, 1957)

Eu indico The Buster Keaton Story (EUA, 1957) Cinebiografia do

laughingtongue
Kingsman 2: O Círculo Dourado (2017)
Ação Animação Comédia Filmes Na pré Primeiro Aqui

Kingsman 2: O Círculo Dourado (2017)

Um súbito e grandioso ataque de mísseis praticamente elimina o Kingsman, que conta apenas com Eggsy (Taron Egerton) e Merlin (Mark Strong) como remanescentes. Em busca de ajuda, eles partem para os Estados Unidos à procura da Statesman, uma organização secreta de espionagem onde trabalham os agentes Tequila (Channing Tatum), Whiskey (Pedro Pascal), Champagne (Jeff Bridges) e Ginger (Halle Berry). Juntos, eles precisam unir forças contra a grande responsável pelo ataque: Poppy (Julianne Moore), a maior traficante de drogas da atualidade, que elabora um plano para sair do anonimato. Dirigido por Matthew Vaughn.

laughingangeltongue

Lego Ninjago (2017)

Lego Ninjago: Masters of Spinjitzu (EUA, 2017)

A Lego, maior empresa de brinquedos do mundo, invadiu rapidamente o mundo dos filmes de animação e deixou mais uma marca, de forma original, até porquê manteve o seu padrão que já é, em si, original. Este é o terceiro “Filme Lego” que funcionou bem, tivemos antes “Uma Aventura LEGO” (2014), que poderia ter recebido o Oscar de melhor animação e deixou pessoas boquiabertas com o formato da animação, na medida que peças e bonecos Lego montam os cenários e as cenas ao longo do filme; e ainda tivemos, este ano, “Lego Batman: O Filme” (2017), com ótima qualidade visual, aventura e piadas hilárias no universo dos heróis. Phil Lord e Chris Miller, diretores e roteiristas do primeiro filme, produtores do “Lego Batman: O Filme”, estão na produção deste novo filme, que ficou com a direção de Charlie Bean.

Lego Ninjago chegou para agradar. Ele tem momentos para crianças, mensagens para a família, bastante aventura e “Efeitos Especiais Lego” para ninguém botar defeito. A introdução da história já conta com o carismático Jackie Chan, tudo a ver com a mensagem oriental que o filme pretende passar. A partir daí temos um “Mundo Lego“ futurista (Ninjago City), com bonecos que possuem smartphones e estão nas redes sociais, ninjas que controlam robôs para combater vilões, templos orientais, florestas, etc, tudo isso em formato e estilo Lego. Importante identificar que o filme também tem o seu clima tradicional, remetendo a guerreiros antigos e a relação importante entre mestre e discípulos.

O mundo Lego estimula criação, criatividade e aprendizado. O enredo do filme possui algumas lições, seja no campo das artes marciais (como se tornar um ninja para o bem), respeitar a natureza ou conviver bem em família, com mensagens legais para pais e filhos. Os robôs controlados pelos ninjas lembram alguns velhos tokusatsu japoneses. Isso tudo com pitadas de humor, frases de efeito como, se me permitem um pequeno spolier (se não, não leiam o final deste parágrafo)… “meste, ele conseguiu mesmo decifrar as suas metáforas desnecessariamente enigmáticas”.

O filme não chega a superar os anteriores, o elemento originalidade (principalmente da técnica da animação) é o principal causador dessa queda, então os produtores deverão tomar certo cuidado para que essa “fórmula Lego” não caia na mesmice. Sentimos falta também de mais cenas explorando a desmontagem e montagem de peças Lego, já que foram pouquíssimas cenas assim neste filme, algo que não faltou nos filmes anteriores.

Tags Relacionadas crítica, lego, Lego Batman, lego cinema, lego filme, lego ninjago, lego ninjago crítica, lego ninjago resenha, resenha, Uma Aventura LEGO
Próximo post Post anterior

Você pode gostar disso:

Filmes

Milagre em Milão (“Miracolo a Milano”)

Eu indico Miracolo a Milano (Itália, 1951) Uma mulher adota

angelconfused
O Filho de Rambow
Filmes

O Filho de Rambow

Existem alguns filmes que exploram o universo infantil, mas que são voltados para os adultos. Este é um dos melhores. Bem original e divertido, o filme explora amizade, família, o amor pelo cinema e também a quebra de paradigmas.

Filmes

As Aventuras de Tintim: O Segredo do Licorne

Eu indico The Adventures of Tintin: The Secret of the

0 Comentário

Sem comentários

Você pode ser o primeiro a comentar este post!

Deixe seu comentário

Seus dados estão seguros! Seu endereço de email não será publicado. E seus dados não serão compartilhados com terceiros. Campos obrigatórios marcados como *