Search

Você pode gostar disso:

cryingstarmoustacheangry
A Chegada (2016)
Ação Na pré

A Chegada (2016)

Louise Banks é uma linguista convocada pelo governo americano para um grande desafio incomum: dialogar com alienígenas de uma das doze naves que pousaram no planeta terra. No entanto, a resposta para todas as perguntas e mistérios pode ameaçar a vida de Louise e a existência de toda a humanidade. Dirigido por Denis Villeneuve.

angelcrying
Sing Street (2016)
Ação Na pré

Sing Street (2016)

Um dos filmes mais agradáveis do ano que faz uma homenagem bacana às bandas dos anos 80, do mesmo diretor de “Mesmo se nada der certo” (Begin again, 2014). A trama mostra, de forma original, garotos formando uma banda de rock e a relação desse processo com seus próprios dramas. Possui uma trilha sonora mais do que emocionante para os amantes dos anos 80, com direito a The Cure, Starship, Genesis, Tears for fears, Spandau Ballet, Daryl Hall & John Oates, entre outros.

Ação Na pré

O Médico e o Monstro (“Dr Jekyll and Mr Hyde”, EUA, 1931)

Eu indico Dr Jekyll and Mr Hyde (EUA, 1931 O

laughingtongue

Power Rangers (2017)

Power Rangers EUA, 2017)

A jornada de cinco adolescentes que devem buscar algo extraordinário quando eles tomam consciência que a sua pequena cidade Angel Grove – e o mundo – estão à beira de sofrer um ataque alienígena. Escolhidos pelo destino, eles irão descobrir que são os únicos que poderão salvar o planeta. Mas para isso, eles devem superar seus problemas pessoais e juntarem sua forças, antes que seja tarde demais. Dirigido por Dean Israelite.

Amaduras iradas e dinos-robôs:

Tokusatsu é um termo para referenciar produções de cinema ou TV no Japão que tenham grandes efeitos especiais e super-heróis em live action. Exemplos clássicos que marcaram a infância de muita gente: Jaspion, Changeman, Flashman, Jiraya. A franquia Power Rangers bebeu dessa fonte, pois é uma produção norte-americana inspirada numa série de televisão infantil japonesa, chamada Super Sentai. Este novo filme dos cinco adolescentes que de repente adquirem superpoderes ao mesmo tempo em que a Terra é ameaçada por forças de outro universo, é simplesmente um remake padrão e fiel, uma retomada da série. É como um episódio estendido dos Power Rangers, também introdutório, já que mostra a origem do grupo. O bom é que os efeitos especiais de hoje em dia dão aquele deleite visual que merecemos.

Teria sido melhor se o filme puxasse um pouco essa homenagem aos tokusatsus clássicos e servisse até de porta de entrada para que outros filmes semelhantes chegassem aos cinemas. Muita gente iria surtar quando visse o anúncio de um filme do Jaspion ou Jiraya, apesar de já existirem notícias do aparecimento especial do personagem Jaspion num futuro filme japonês. Além disso, o filme não trouxe grandes novidades, se restringindo a manter o padrão da série original e, dessa forma, não surpreendeu. É bom que filmes assim mantenham a fidelidade ao original e agrade aos fãs, contudo é preciso certa criatividade, assumir riscos, mesmo de forma sutil, e trazer algum elemento novo.

Por outro lado, a mensagem bacana está presente: a união faz a força, a amizade fortalece e a sinergia do grupo atinge seu ponto máximo na hora certa. A própria lógica de controle do Megazord mostra que o grupo precisa estar em sintonia, pois cada parte do robô gigante é controlada por um deles. Um boa sacada também foi mostrar as dificuldades iniciais dos jovens nas primeiras transformações e no uso dos Zords e do Megazord. Quanto à vilã, Elizabeth Banks é um destaque no filme interpretando Rita, ela chega a ser divertida em alguns momentos, embora não demonstre ser uma adversária à altura quando os Rangers estão mais experientes.

Deve agradar aos fãs e possivelmente a muitas crianças. Afinal, temos armaduras especiais, os Zords e o Megazord no filme, embora tudo isso esteja no trailer já que decidiram revelar o melhor do filme no próprio trailer. A parte da ação é bem agradável, embora o filme pudesse ter despendido mais tempo nas cenas de lutas corporais, pois o trailer deixou esse desejo. GO GO!

Tags Relacionadas Changeman, Dean Israelite, Elizabeth Banks, Flashman, Jaspion, Jiraya, Megazord, Tokusatsu, Zord
Próximo post Post anterior

Você pode gostar disso:

cryingtonguesecret
Travessia (Brasil, 2013)
Drama

Travessia (Brasil, 2013)

Salvador, Brasil. Roberto (Chico Diaz) acabou de perder a esposa e está solitário e infeliz. Além disso, o relacionamento com seu único filho, Júlio (Caio Castro), vai de mal a pior. Um dia, após se embebedar e fracassar ao tentar contratar uma prostituta, ele acaba atropelando um garoto. Desesperado, ele coloca o menino no carro e o leva ao hospital mais próximo. Apesar do socorro imediato, Roberto precisa prestar esclarecimentos na polícia e corre o risco de ser preso. Paralelamente, Júlio se envolve com uma garota (Camilla Camago) e procura se sustentar através do tráfico de drogas em festas badaladas que ocorrem na cidade. Dirigido por João Gabriel.

laughing
John Wick: Um Novo Dia para Matar (2017)
Ação

John Wick: Um Novo Dia para Matar (2017)

Após recuperar seu carro, John Wick (Keanu Reeves) acredita que enfim poderá se aposentar. Entretanto, a reaparição de Santino D'Antonio (Riccardo Scarmacio) atrapalha seus planos. Dono de uma promissória em nome de Wick, por ele usada para deixar o posto de assassino profissional da Alta Cúpula, Santino cobra a dívida existente e insiste para que ele mate sua própria irmã, Gianna (Claudia Gerini). Dirigido por Chad Stahelski.

cryingtonguemoney
Em Busca de Fellini (2017)
Romance

Em Busca de Fellini (2017)

Lucy, uma garota tímida da pequena cidade de Ohio, EUA, ama filmes e acaba conhecendo o trabalho único de Federico Fellini, um dos mais importantes diretores italianos, responsável por filmes como A Doce Vida (1960), Oito e meio (1963), Amarcord (1973), A Estrada da Vida (1954) e Noites de Cabíria (1957). Lucy está tendo problemas em encarar a realidade e acaba embarcando numa viagem estranha e bonita pela Itália para encontrar Fellini. Ao longo do caminho ela descobre muito além do que esperou. Dirigido por Taron Lexton.

0 Comentário

Sem comentários

Você pode ser o primeiro a comentar este post!

Deixe seu comentário

Seus dados estão seguros! Seu endereço de email não será publicado. E seus dados não serão compartilhados com terceiros. Campos obrigatórios marcados como *