Search

Você pode gostar disso:

Ação Na pré

Gloria (Chile, 2013)

Eu indico Gloria (Chile, 2013) Gloria (Paulina García) é uma

Ação Na pré

Goodnight Mommy (Áustria, 2015)

No calor do verão, uma casa isolada no campo, entre bosques e campos de milho. Gêmeos de dez anos de idade esperam por sua mãe. Quando ela volta, com a cabeça envolta em ataduras após uma cirurgia plástica, nada é como era antes. Severa e distante, ela fecha a família para o mundo exterior. Começando a duvidar que esta mulher é realmente sua mãe, os meninos estão determinados a encontrar a verdade de qualquer maneira. Dirigido por Severin Fiala e Veronika Franz.

Ação Na pré

A Doce Vida (“La Dolce Vita”)

Eu indico A Doce Vida (Itália, 1960) O jornalista Marcello

laughingtongue

Power Rangers (2017)

Power Rangers EUA, 2017)

A jornada de cinco adolescentes que devem buscar algo extraordinário quando eles tomam consciência que a sua pequena cidade Angel Grove – e o mundo – estão à beira de sofrer um ataque alienígena. Escolhidos pelo destino, eles irão descobrir que são os únicos que poderão salvar o planeta. Mas para isso, eles devem superar seus problemas pessoais e juntarem sua forças, antes que seja tarde demais. Dirigido por Dean Israelite.

Amaduras iradas e dinos-robôs:

Tokusatsu é um termo para referenciar produções de cinema ou TV no Japão que tenham grandes efeitos especiais e super-heróis em live action. Exemplos clássicos que marcaram a infância de muita gente: Jaspion, Changeman, Flashman, Jiraya. A franquia Power Rangers bebeu dessa fonte, pois é uma produção norte-americana inspirada numa série de televisão infantil japonesa, chamada Super Sentai. Este novo filme dos cinco adolescentes que de repente adquirem superpoderes ao mesmo tempo em que a Terra é ameaçada por forças de outro universo, é simplesmente um remake padrão e fiel, uma retomada da série. É como um episódio estendido dos Power Rangers, também introdutório, já que mostra a origem do grupo. O bom é que os efeitos especiais de hoje em dia dão aquele deleite visual que merecemos.

Teria sido melhor se o filme puxasse um pouco essa homenagem aos tokusatsus clássicos e servisse até de porta de entrada para que outros filmes semelhantes chegassem aos cinemas. Muita gente iria surtar quando visse o anúncio de um filme do Jaspion ou Jiraya, apesar de já existirem notícias do aparecimento especial do personagem Jaspion num futuro filme japonês. Além disso, o filme não trouxe grandes novidades, se restringindo a manter o padrão da série original e, dessa forma, não surpreendeu. É bom que filmes assim mantenham a fidelidade ao original e agrade aos fãs, contudo é preciso certa criatividade, assumir riscos, mesmo de forma sutil, e trazer algum elemento novo.

Por outro lado, a mensagem bacana está presente: a união faz a força, a amizade fortalece e a sinergia do grupo atinge seu ponto máximo na hora certa. A própria lógica de controle do Megazord mostra que o grupo precisa estar em sintonia, pois cada parte do robô gigante é controlada por um deles. Um boa sacada também foi mostrar as dificuldades iniciais dos jovens nas primeiras transformações e no uso dos Zords e do Megazord. Quanto à vilã, Elizabeth Banks é um destaque no filme interpretando Rita, ela chega a ser divertida em alguns momentos, embora não demonstre ser uma adversária à altura quando os Rangers estão mais experientes.

Deve agradar aos fãs e possivelmente a muitas crianças. Afinal, temos armaduras especiais, os Zords e o Megazord no filme, embora tudo isso esteja no trailer já que decidiram revelar o melhor do filme no próprio trailer. A parte da ação é bem agradável, embora o filme pudesse ter despendido mais tempo nas cenas de lutas corporais, pois o trailer deixou esse desejo. GO GO!

Tags Relacionadas Changeman, Dean Israelite, Elizabeth Banks, Flashman, Jaspion, Jiraya, Megazord, Tokusatsu, Zord
Próximo post Post anterior

Você pode gostar disso:

cryingtonguesecret
Travessia (Brasil, 2013)
Drama

Travessia (Brasil, 2013)

Salvador, Brasil. Roberto (Chico Diaz) acabou de perder a esposa e está solitário e infeliz. Além disso, o relacionamento com seu único filho, Júlio (Caio Castro), vai de mal a pior. Um dia, após se embebedar e fracassar ao tentar contratar uma prostituta, ele acaba atropelando um garoto. Desesperado, ele coloca o menino no carro e o leva ao hospital mais próximo. Apesar do socorro imediato, Roberto precisa prestar esclarecimentos na polícia e corre o risco de ser preso. Paralelamente, Júlio se envolve com uma garota (Camilla Camago) e procura se sustentar através do tráfico de drogas em festas badaladas que ocorrem na cidade. Dirigido por João Gabriel.

laughingangelcryingtongue
Feito na América (EUA, 2017)
Filmes

Feito na América (EUA, 2017)

Essa é uma história real, uma incrível história real das aventuras de um piloto americano experiente que, durante os anos 80, acabou transportando drogas e armas para o cartel de Medellín e, recrutado pela CIA, tornou-se agente duplo. Barry Seal (bem interpretado por Tom Cruise) conta sua própria história para uma câmera e não se importa em ficar justificando suas escolhas, o que torna a situação curiosa e interessante. Ele mesmo diz de cara: “Às vezes eu tomo decisões sem pensar”. Dirigido por Doug Liman.

laughing
Filmes

The Man From Nowhere (Coreia do Sul, 2010)

O filme segue a história de um misterioso homem que parte em busca de sua vizinha, uma criança que foi raptada por traficantes de órgãos. Escrito e dirigido por Lee Jeong-beom.

0 Comentário

Sem comentários

Você pode ser o primeiro a comentar este post!

Deixe seu comentário

Seus dados estão seguros! Seu endereço de email não será publicado. E seus dados não serão compartilhados com terceiros. Campos obrigatórios marcados como *