Search

Você pode gostar disso:

tongueangrypunk
Corra! (“Get Out”, 2017)
Cult Filmes Suspense Terror

Corra! (“Get Out”, 2017)

Uma mistura dos melhores episódios de Black Mirror, Westworld e Além da Imaginação. Com o perdão da repetição, “corra” para ver! Chris (Daniel Kaluuya) é jovem negro que está prestes a conhecer a família de sua namorada Rose (Allison Williams). A princípio, ele acredita que o comportamento excessivamente amoroso por parte da família dela é uma tentativa de lidar com o relacionamento de Rose com um rapaz negro, mas, com o tempo, Chris percebe que a família esconde algo muito mais perturbador. Escrito e dirigido por Jordan Peele.

cryingangry
Os Suspeitos (Prisoners, 2013)
Cult Filmes Suspense Terror

Os Suspeitos (Prisoners, 2013)

Duas famílias devem lidar com o desaparecimento de suas filhas pequenas. Quando um dos pais suspeita que o detetive encarregado das buscas já desistiu de procurar pelo culpado, desesperadamente ele começa a desconfiar de todas as pessoas ao redor. Fazendo sua própria investigação, encontra o principal suspeito e decide sequestrá-lo. Dirigido por Denis Villeneuve. Roteiro de Aaron Guzikowski.

coolangelconfusedcryingmoney
Footloose: Ritmo Louco (EUA, 1984 e 2011)
Cult Filmes Suspense Terror

Footloose: Ritmo Louco (EUA, 1984 e 2011)

Ren McCormick é um rapaz criado na cidade grande que se muda para uma cidade pequena do interior. Disposto a organizar um baile de formatura, Ren acaba descobrindo que dançar não é permitido na cidade. Apaixonado por música, Ren decide lutar pela restauração da dança na cidade e, em meio a isso, acaba conquistando o coração de Ariel Moore. Entretanto, Ariel é a filha do conservador reverendo Shaw Moore, responsável pelo banimento da dança na cidade, em virtude da morte de seu filho. A versão original (1984) foi dirigida por Herbert Ross e a versão de 2011 por Craig Brewer.

confusedangrypunk

Rare Exports: a Christmas Tale (Finlândia, 2010)

Rare Exports: a Christmas Tale (Finlândia, 2010)

Durante escavações no Monte Korvatunturi (Finlândia), um ser estranho é descoberto congelado. Os responsáveis pelo achado identificam-no como o verdadeiro Papai Noel e tentam vendê-lo. Misteriosamente as crianças da cidade começam a desaparecer, junto com fogões e aquecedores. Além disso, são encontradas dezenas de renas mortas e mutiladas.

A verdadeira história de Papai Noel?

O diretor finlandês Jalmari Helander investe na ideia de que a verdadeira história de Papai Noel é um conto macabro. O filme beira ao terror e ao fantástico, tomando como base esse famoso personagem e sua versão sinistra, tendo origem no mito natalino do folclore pagão, mais antigo que a versão cristã e norte-americana (o bom velhinho). Existem lendas sombrias no folclore finlandês sobre Santa Claus: uma figura maligna com barbas e chifres que pune crianças desobedientes; uma espécie de bicho-papão. Numa das cenas do filme um garoto vê nos livros figuras com a entidade cruel e demoníaca chicoteando crianças ou afogando-as em caldeirões com água fervente. O filme também explora um pouco dos costumes locais, por exemplo quando são encontradas dezenas de renas mortas mutiladas, percebe-se a ameaça em desequilibrar a frágil economia local que depende desses animais para a subsistência. Tem cenas de aventura e o desfecho é de profunda ironia e humor negro, quando finalmente será explicado o título do filme (Exportações Raras).

Medo do Papai Noel:

Existem muitos filmes que retratam a figura maligna do Papai Noel, ao exemplo de Santa’s Slay (2005), Bad Santa (2003), Black Christmas (1974), Christmas Evil (1980), Silent Night, Deadly Night (1984), Jack Frost (1996), Don´t Open Till Christmas (1984), etc. Talvez a figura do bom velhinho tenha ficado monótona demais, mas uma coisa é certa: existem muitas crianças com pavor dessa figura. Encontrei esse divertido vídeo ao pesquisar sobre o assunto, uma seqüência de fotos com crianças desesperadas ao sentar no colo do Papai Noel: http://www.youtube.com/watch?v=Uj0NmQWDf74

O diretor e seu investimento no assunto:

Helander se inspirou em lembranças de sua infância para o tema e, antes de trabalhar no longa, dirigiu dois vídeos que fizeram sucesso em festivais especializados e viraram hits na internet: Rare Exports Inc. em 2003 e a continuação Rare Exports: The Official Safety Instructions em 2006. Como o filme é uma espécie de introdução para o surgimento da Rare Exports, sugiro deixar para assistir aos curtas somente após o longa. Seguem os curtas:
http://www.youtube.com/watch?v=Ei69bYwwCvc
http://www.youtube.com/watch?v=xkyqODDF-LU

__________________________________
Fontes: 
http://www.advivo.com.br/blog/luisnassif/papai-noel-pode-matar-em-rare-exports
http://www.getro.com.br/2010/09/rare-exports/
http://cinegnose.blogspot.com/2011/12/papai-noel-vinga-se-do-cristianismo-no.html

Tags Relacionadas crítica, crítica Rare Exports, Exportações Raras, filmes natal, filmes papai noel, Jalmari Helander, Natal, Papai Noel, Rare Exports, resenha, resenha Rare Exports
Próximo post Post anterior

Você pode gostar disso:

Filmes

Síndrome de Caim (“Raising Cain”)

Eu indico Síndrome de Caim (EUA, 1992) Charles Nix (John

laughingangeltongue
Lego Ninjago (2017)
Animação

Lego Ninjago (2017)

Este é o terceiro “Filme Lego” que funcionou bem, tivemos antes “Uma Aventura LEGO” (2014), que poderia ter recebido o Oscar de melhor animação e deixou pessoas boquiabertas com o formato da animação, na medida que peças e bonecos Lego montam os cenários e as cenas ao longo do filme; e ainda tivemos, este ano, “Lego Batman: O Filme” (2017), com ótima qualidade visual, aventura e piadas hilárias no universo dos heróis. Phil Lord e Chris Miller, diretores e roteiristas do primeiro filme, produtores do "Lego Batman: O Filme", estão na produção deste novo filme, que ficou com a direção de Charlie Bean.

Filmes

O Mágico (“L’illusionniste”, França, 2010)

Eu indico L’illusionniste (França, 2010) Animação que conta a história

0 Comentário

Sem comentários

Você pode ser o primeiro a comentar este post!

Deixe seu comentário

Seus dados estão seguros! Seu endereço de email não será publicado. E seus dados não serão compartilhados com terceiros. Campos obrigatórios marcados como *