Search

Você pode gostar disso:

cryingmoney
Blue Valentine (“Namorados Para Sempre”)
Ação Filmes

Blue Valentine (“Namorados Para Sempre”)

Blue Valentine, traduzido no Brasil para “Namorados Para Sempre”, conta a história de Cindy e Dean, casados há algum tempo e com uma filha. O casal passa por um momento de crise, vendo o relacionamento ser desmanchado aos poucos. Dispostos a seguir em frente, os dois tentam superar os problemas, buscando no passado e no presente os motivos que o mantiveram unidos até este momento e os fizeram se apaixonar um pelo outro.

confusedangry
Lady Vingança (“Chinjeolhan geumjassi”)
Ação Filmes

Lady Vingança (“Chinjeolhan geumjassi”)

Dirigido por Chan Wook Park, este é um dos filmes da Trilogia da Vingança. Geum-ja passou os últimos 13 anos na cadeia, devido ao cruel assassinato de um garoto de 7 anos. Durante esse período, ela planeja sua vingança contra o sujeito que a obrigou a assumir a culpa pelo crime.

cryingmoney
9 Canções (Reino Unido, 2004)
Ação Filmes

9 Canções (Reino Unido, 2004)

O filme narra uma moderna história de amor, de um jovem casal ao longo de um período de doze meses em Londres, Inglaterra: Matt, um climatólogo britânico, e Lisa, uma estudante de intercâmbio americana. A história é construída a partir de uma reflexão pessoal da perspectiva de Matt, quando ele está trabalhando na Antártida. O filme retrata o casal assistindo a nove shows de rock, intercalados por cenas de sexo explícito. Dirigido por Michael Winterbottom.

laughing

The Man From Nowhere (Coreia do Sul, 2010)

Ajeossi (Coreia do Sul, 2010)

O filme segue a história de um misterioso homem que parte em busca de sua vizinha, uma criança que foi raptada por traficantes de órgãos. Escrito e dirigido por Lee Jeong-beom.

Ação coreana:

Prova viva de que os coreanos estão sabendo fazer bons filmes de ação. Com o título “O Homem de lugar nenhum”, o qual caracteriza bem o personagem principal, este filme possui uma boa dose de tiroteio, lutas marciais e também apresenta uma interessante trama. Cha Tae Sik (Bin Won) é misterioso, fechado, de poucas palavras, o tipo de pessoa que evita a convivência. Logo vemos que existe um trauma de passado que justifica sua postura. Apesar de sua experiência como agente especial, com sua carga de mortes, ele não costuma se meter nos problemas dos outros. Até que um grupo de traficantes de órgãos leva a sua provável única amiga, a pequena vizinha So-mi (Sae-ron Kim). Uma carga dramática pode ser percebida no seu relacionamento com a garotinha, que consegue algo raro do personagem principal, sua simpatia e amizade. Quando mexem com a sua única ligação sentimental com o mundo, ele resolve agir e quem quiser que fique no caminho.

Apesar de não ser uma proposta original, o filme conquista pela ação e pela forma como mostra a relação dos dois. Ela chamando ele de “tio” (que é o título original em coreado: “Ajeossi”), uma mania que as crianças orientais têm de chamar pessoas mais velhas. Ao contrário do protagonista, ela é divertida e busca de todas as formas uma proximidade com ele. Em pequenos gestos percebemos como ele gosta da garota. Além disso, muitos espectadores vão gostar de ver a máfia chinesa sendo disseminada na Coreia do Sul, depois de tentar o comércio ilegal de órgãos com a pessoa errada.

Tags Relacionadas Ajeossi, Coreia, coreia do sul, crítica, Lee Jeong-beom, resenha, The Man From Nowhere
Próximo post Post anterior

Você pode gostar disso:

confusedcryingstarsecret
O Som ao Redor (Brasil, 2012)
Favoritos

O Som ao Redor (Brasil, 2012)

A presença de uma milícia em uma rua de classe média na zona sul de Recife muda a vida dos moradores do local. Ao mesmo tempo em que alguns comemoram a tranquilidade trazida pela segurança privada, outros passam por momentos de extrema tensão. Ao mesmo tempo, casada e mãe de duas crianças, Bia (Maeve Jinkings) tenta encontrar um modo de lidar com o barulhento cachorro de seu vizinho. Roteiro e direção de Kleber Mendonça Filho.

tonguesurpriseangry
Assassinato no Expresso do Oriente (2017)
Policial

Assassinato no Expresso do Oriente (2017)

É uma adaptação bem fiel ao livro de Agatha Christie, sendo assim não chega a trazer novidades para quem leu o livro ou assistiu ao primeiro filme. Foi uma escolha de roteiro sem riscos, neste caso pode ter sido a melhor escolha. Como investigação e suspense funciona muito bem e ressalta temas bem presentes nas obras da escritora, como tradição, vingança, poder e justiça. Destaque para Kenneth Branagh que dirige o filme e interpreta o detetive Hercule Poirot.

cryingtonguesecretmoney
O filme da minha vida (Brasil, 2017)
Filmes

O filme da minha vida (Brasil, 2017)

Até o momento, este filme representa o mais próximo que o cinema nacional pode chegar de Cinema Paradiso (Itália, 1988). A produção é baseado no livro "Um pai de cinema" de Antonio Skármeta, escritor chileno que também tem “O carteiro e o poeta”. Na história, o jovem Tony decide retornar a Remanso, Serra Gaúcha, sua cidade natal. Ao chegar, ele descobre que Nicolas, seu pai, voltou para França alegando sentir falta dos amigos e do país de origem. Tony acaba tornando-se professor e vê-se em meio aos conflitos e inexperiências juvenis.

1 Comentário

Deixe seu comentário

Seus dados estão seguros! Seu endereço de email não será publicado. E seus dados não serão compartilhados com terceiros. Campos obrigatórios marcados como *