Search

Você pode gostar disso:

angelcrying
Docinho da américa (EUA, 2016)
Top 10

Docinho da américa (EUA, 2016)

Uma adolescente de espírito livre foge de casa e parte numa viagem ao longo dos Estados Unidos. Para sobreviver, a jovem vende assinaturas de revistas, enquanto curte festas, se apaixona pela primeira vez e também acaba se envolvendo em crimes. Dirigido por Andrea Arnold.

Top 10

72 horas (“The Next Three Days”)

Eu indico 72 horas (EUA / França, 2010) John Brennan

Top 10

A Caça (La Caza, Espanha, 1965)

Eu indico La Caza (Espanha, 1965) Um grupo de amigos

happy

Top 10 melhores filmes que tratam do tema “luto”

O luto, definido como sentimento de tristeza profunda pela morte de alguém, já foi abordado nos filmes de variadas formas. Particularmente, adoro os grandes filmes que trataram deste tema. Possuem lições grandiosas. Assim, neste mês onde todos lembram de quem partiu, selecionamos os 10 melhores filmes sobre o assunto. No link você pode ler a nossa resenha de alguns deles.

1 – Manchester à beira mar (EUA)
Um dos favoritos ao Oscar 2017, com personagens tão bem trabalhados que nos fazem imergir no sentimento deles, sem necessidade de muitas palavras. Filme carregado de situações amargurantes, precisa encarar mesmo porquê vale a pena. Direção de Kenneth Lonergan.

2 – Hanami – Cerejeiras em Flor (“Kirschblüten”, Alemanha, 2008)
Um dos filmes mais lindos já feito. Trudi decide planejar uma viagem com Rudi, sonhando conhecer o Japão, país pelo qual é apaixonada. Mas este será o destino de somente um dos dois. Dirigido por Doris Dörrie.

3 – Uma Mulher Fantástica (Chile, 2017)
Dirigido e escrito por Sebastián Lelio. Marina (Daniela Vega) é uma garçonete transexual que passa boa parte dos seus dias buscando seu sustento. Após a inesperada morte de Orlando (Francisco Reyes), seu namorado e maior companheiro, sua vida dá uma guinada total, e ela precisa enfrentar o preconceito da família do companheiro ao mesmo tempo em que encara o luto.

4 – Para Minha Amada Morta (Brasil, 2016)
O fotógrafo Fernando (Fernando Alves Pinto) vive cercado de objetos pessoais da falecida esposa, uma espécie de ritual, até descobrir, em uma fita VHS, uma surpresa que coloca em dúvida o amor da esposa por ele. A partir de então ele decide investigar a verdade por trás destas imagens, desenvolvendo uma obsessão que consome seus dias e sua rotina. Dirigido por Aly Muritiba.

5 – A Partida (“Okuribito”, Japão, 2008)
Oscar de melhor filme estrangeiro. Mostra o luto do ponto de vista dos orientais. O violoncelista Daigo Kobayashi responde a um anúncio de emprego julgando se tratar de uma agência de viagens, mas descobre que o trabalho é numa funerária e envolve preparar o corpo dos mortos para a próxima vida. Junto com seu mestre, ele vai se deparar com várias famílias neste processo. Dirigido por Yojiro Takita.

6 – Tão Forte e Tão Perto (EUA, 2011)
É americano, porém profundo. Brincadeiras a parte, este filme sobre um menino de 9 anos que perde seu pai no atentado de 11 de setembro em Nova York possui uma beleza rara. Thomas Horn interpreta o garoto e passa toda a sensação de perda e confusão numa comovente expedição pela cidade para achar a fechadura que se abre com a chave que seu pai deixou. Dirigido por Stephen Daldry.

7 – Amor Maior que a Vida (“Waking the Dead”, EUA, 2000)
Pouco conhecido, este filme é bem romântico e tem um dos melhores finais em filmes do gênero. No elenco, Billy Crudup e Jennifer Connelly (ela está no auge de sua beleza), fazem um advogado a caminho de uma carreira política e uma ativista, que se apaixonam apesar do conflito de interesses. Após um episódio, um deles terá que suportar a vida sem o outro. Dirigido por Keith Gordon.

8 – Tarde Demais (“Beautiful Boy”, EUA, 2010)
A jornada de um casal que tenta desesperadamente encontrar alguma explicação, depois de descobrir que seu único filho cometeu um assassinato em massa dentro de sua universidade e depois se suicidou. O filme mostra como eles lidam com a realidade de ter o único filho morto e visto por todos como um assassino cruel. Dirigido por Shawn Ku.

9 – A Ghost Story (EUA, 2017)
A solidão da perda aparece neste de uma forma original, nos colocando no lugar de quem partiu. Após um acidente, um homem (Casey Affleck) vira um fantasma e acaba retornando para sua casa onde sua esposa (Rooney Mara) passa por dificuldades emocionais tentando seguir em frente com sua vida. Direção de David Lowery.

10 – O Que Se Move (Brasil, 2013)
Três famílias precisam enfrentar a chegada ou a perda de um filho, fato que causa uma grande mudança em suas rotinas. Cada núcleo lida com as dores e as alegrias da sua própria maneira, mas o amor sempre fala mais alto através da figura da mãe. Direção de Caetano Gotardo.

Tags Relacionadas A Ghost Story, A Partida, Aly Muritiba, Amor Maior que a Vida, filme luto, luto, luto filmes, Manchester à beira mar, Mulher Fantástica, O Que Se Move, Para Minha Amada Morta, Tão Forte e Tão Perto, Tarde Demais, top 10, top 10 filmes, top10
Próximo post Post anterior

Você pode gostar disso:

happy
Top 10 filmes coreanos para hollywood nenhuma botar defeito
Top 10

Top 10 filmes coreanos para hollywood nenhuma botar defeito

A Coreia do Sul possui excelentes produções há um bom tempo, embora tenha chamado a atenção mundial recentemente. Muitos filmes de qualidade, principalmente nos gêneros suspense e policial. Esse é um top 10 especial para mim, já que experimentei muitos filmes coreanos por indicação de amigos mais viciados e com base em outras listas na internet.

happy
Top 10 filmes lançados em 2016
Top 10

Top 10 filmes lançados em 2016

Finalmente a lista dos melhores filmes lançados em 2016. Confira e divirta-se!

happy
Top 10 dia da mulher: musas do cinema
Top 10

Top 10 dia da mulher: musas do cinema

Parabéns a todas as mulheres neste dia 08 de março de 2017! Quero homenagear destacando as minhas 10 maiores musas do cinema, excelentes atrizes e deslumbrantes mulheres, cada uma em um papel marcante

2 Comentários

  1. Acho que é um tema até muito recorrente no cinema, poderia ser feito uma enquete sobre: qual o filme preferido sobre luto. No meu caso, além de Ghost, foi: “O quarto do filho” (Título original La stanza del figlio – 2001).

    Reply

Deixe seu comentário

Seus dados estão seguros! Seu endereço de email não será publicado. E seus dados não serão compartilhados com terceiros. Campos obrigatórios marcados como *