Search

Você pode gostar disso:

Ação Filmes Na pré

Paris, Texas (1984)

Eu indico Paris, Texas (França / Alemanha / EUA) Travis

Ação Filmes Na pré

Paixão a flor da pele (2004)

Eu indico Wicker Park (EUA, 2004) Matthew (Josh Hartnett) é

laughingsecret
2 Coelhos (Brasil, 2012)
Ação Filmes Na pré

2 Coelhos (Brasil, 2012)

Edgar (Fernando Alves Pinto) encontra-se na mesma situação que a maioria dos brasileiros: espremido entre a criminalidade, que age impunemente, e a maioria do poder público, que só age com o auxilio da corrupção. Cansado de ser vítima desta situação, ele resolve fazer justiça com as próprias mãos e elabora um plano que colocará os criminosos em rota de colisão com políticos gananciosos. Na medida que o plano de Edgar é executado, descobrimos pouco a pouco suas reais intenções e sua história, marcada por um terrível acidente e um amor que ele jamais esqueceu. Dois Coelhos é um enigmático suspense de ação onde cada minuto vale mais que todo o passado. Dirigido e escrito por Afonso Poyart.

laughingtongue

Velozes e Furiosos 8 (2017)

The Fate of the Furious (EUA/Reino Unido/França/Canadá/Samoa, 2017)

Quando um filme chega na oitava continuação, é sinal de que a franquia continua dando certo. Velozes e Furiosos começou em 2001, com seu primeiro filme que apresentou o cenário de corridas de rua na cidade de Los Angeles. Para os amantes de carros turbinados e aspirantes a desafios de corrida do tipo, o filme foi um prato feito. Ao longo do tempo, com novos personagens, investimento da produção e mais orçamento para os efeitos especiais, se tornou uma grande franquia de ação, perdendo o foco nas corridas de ruas e aumentando nas intrigas internacionais, envolvendo a CIA, terroristas que querem dominar o mundo, enfim.

Depois de passar por Los Angeles, Miami, Tóquio, Rio de Janeiro, Londres, etc, neste novo filme, o oitavo da série, temos direito a Cuba, Berlin, Nova York e até um local inóspito na Rússia. Os filmes sempre encantaram pelas cenas de ação com carros top de linha e muitas cidades bonitas (que serão parcialmente destruídas). Esse novo filme segue a linha dos últimos e, por isso mesmo, possui um enredo fraco e até absurdo, uma grande desculpa para juntar toda a equipe para combater mais uma ameaça. Ou quase toda a equipe já que, infelizmente, não contamos mais com o ator Paul Walker que sempre teve uma presença marcante nos filmes, mas que sofreu um acidente de carro fatal (ironia do destino mesmo) na época das filmagens do Velozes e Furiosos 7. Vale conferir a bela homenagem que é feita ao ator no final deste filme 7, um dos melhores da franquia.

Isto posto, este novo filme cria as suas cenas insanas e diverte por isso, com destaque para duas cenas. A primeira é num presídio onde os atores Dwayne Johnson e Jason Statham dão um show de briga, cada um no seu estilo. O primeiro é a brutalidade e força em pessoa, mas que ainda apresenta uma boa técnica de luta; o segundo é a técnica suprema com alta agilidade. Dessa forma, os personagens de Vin Diesel, Dwayne Johnson e Jason Statham roubam a maioria das cenas e os demais acabam como coadjuvantes desnecessários. Podemos dar um crédito à vilã (Charlize Theron) pela inteligência e maldade. E, claro, todos devem sentir uma grande falta de Brian (personagem do Paul Walker), mas a vida e a franquia seguem. Já a segunda cena ocorre ao redor de uma base russa no meio do gelo e podemos ver que o filme chega no ápice do absurdo e diversão, o que vai agradar a muitos fãs do gênero.

Não sabemos o que mais vão inventar, já que tudo indica outra continuação, só esperamos que alguém com criatividade assuma a frente já que a mesma fórmula de sempre já começou a saturar.

Tags Relacionadas Brian, carros, Charlize Theron, crítica, Dwayne Johnson, furiosos, Jason Statham, Paul Walker, resenha, The rock, Toretto, velozes, Vin Diesel
Próximo post Post anterior

Você pode gostar disso:

cryingtonguemoney
Em Busca de Fellini (2017)
Filmes

Em Busca de Fellini (2017)

Lucy, uma garota tímida da pequena cidade de Ohio, EUA, ama filmes e acaba conhecendo o trabalho único de Federico Fellini, um dos mais importantes diretores italianos, responsável por filmes como A Doce Vida (1960), Oito e meio (1963), Amarcord (1973), A Estrada da Vida (1954) e Noites de Cabíria (1957). Lucy está tendo problemas em encarar a realidade e acaba embarcando numa viagem estranha e bonita pela Itália para encontrar Fellini. Ao longo do caminho ela descobre muito além do que esperou. Dirigido por Taron Lexton.

Filmes

Os Filhos da Meia-Noite (Midnight’s Children, 2012)

Eu indico Midnight’s Children (Canadá / Reino Unido, 2012) Em

crying
Sonhadores (“The Dreamers”, 2003)
Filmes

Sonhadores (“The Dreamers”, 2003)

Matthew (Michael Pitt) é um jovem que, em 1968, vai estudar em Paris. Lá ele conhece os irmãos gêmeos franceses, Isabelle e Theo (Eva Green e Louis Garrel). Os três logo se tornam amigos, dividindo experiências e relacionamentos enquanto Paris vive a efervescência da revolução estudantil. Dirigido por Bernardo Bertolucci.

0 Comentário

Sem comentários

Você pode ser o primeiro a comentar este post!

Deixe seu comentário

Seus dados estão seguros! Seu endereço de email não será publicado. E seus dados não serão compartilhados com terceiros. Campos obrigatórios marcados como *