Search

Você pode gostar disso:

cryingmoney
Sentidos do Amor (2011)
Especial

Sentidos do Amor (2011)

Susan (Eva Green) é uma estudiosa epidemiologista em crise com o amor. Ao conhecer o sedutor Michael (Ewan McGregor), um talentoso chefe de cozinha, tenta resistir, mas logo acaba rendendo-se. No entanto, enquanto a paixão do casal aumenta, uma misteriosa pandemia se espalha pelo mundo. Dirigido por David Mackenzie.

Especial

Inverno da Alma (“Winter’s Bone”, EUA, 2010)

Eu indico Winter’s Bone (EUA, 2010) Ree Dolly (Jennifer Lawrence),

moustacheangry
Prometheus (2012)
Especial

Prometheus (2012)

Uma equipe de exploradores descobre novos indícios sobre as origens da humanidade na Terra, levando-os a uma aventura impressionante pelas partes mais sombrias do universo. A bordo da nave estelar Prometheus, eles seguem para um planeta distante, onde existe uma civilização avançada.

Vestígios do cinema em Rio de Contas (Bahia)

Rio de Contas é a minha cidade preferida da Chapada Diamantina, que fica no coração da Bahia, localizada a 579 km de Salvador. Aproveitei a terceira vez que fui na cidade, São João de 2018, e procurei por espaços e coisas relacionadas com o cinema. E olha que encontrei duas coisas legais!

1 – Passagem de Walter Salles pela cidade: filmagem de Abril Despedaçado e depoimento do diretor sobre o fabuloso Zofir

A cidade foi cenário do filme Abril Despedaçado, dirigido pelo cineasta Walter Salles. Em 01 de Setembro de 2001, quando esteve por lá durante as filmagens, o cineasta encontrou o museu de Zofir, que reúne um acervo de peças surpreendentes, objetos feitos de outros objetos descartáveis. Negro, nascido em uma família carente de Ituaçu, Bahia, em 1926, Zofir Oliveira criou uma obra de um humor cáustico com as sobras dos objetos que encontrava. Assim, Walter Salles escreveu uma matéria chamada “O fabuloso Zofir” para a Folha de São Paulo. Tirei uma foto dessa matéria que está estampada no próprio museu.

Você também pode conferir a matéria neste link.

2 – O Espaço Imaginário

Cinema. Exposições. Música. O Espaço Imaginário propõe ao público a exibição de filmes gratuitos de difícil acesso, antigos ou contemporâneos. Geralmente as exibições são seguidas de debates, na sala Vermelha ou ao ar livre na fachada do próprio Espaço. Também é um pequeno museu para exposições e realiza apresentações de grupos musicais da região. Basicamente é um local para fomentar essas culturas, onde normalmente tudo é produzido de forma colaborativa para divulgar e difundir trabalhos independentes e alternativos.

Alguns festivais de cinema foram e serão realizados no local, como ocorreu em novembro de 2017 uma amostra do 13º Panorama Internacional Coisa de Cinema, em duas sessões gratuitas no Espaço Imaginário.

Cartaz para a chamada do festival em 2017

Confira o site do Espaço Imaginário neste link.

Após descobrir, apesar de somente na terceira vigem a Rio de Contas, esses vestígios do cinema, a cidade ficou ainda mais encantadora para mim, e percebi que podemos caçar e encontrar essas coisas de cinema em qualquer lugar do Brasil, como se tivéssemos procurando diamantes, como faziam os garimpeiros na região da Chapada Diamantina.

Sobre Rio de Contas:

Primeira cidade ‘planejada’ do Brasil, fundada em 1745. Tombada, estilo colonial, limpa, não cedeu a caprichos para agradar certos turistas, mantendo assim sua estrutura original e sua história. Indispensável para quem ama cidades históricas e a natureza da Chapada Diamantina, possui um clima agradável (muito frio no meio do ano).  Tem um fomento à cultura, como já pôde ser constatado anteriormente, além de muito artesanato. Possui festa de São João tradicional, fogueiras e enfeites e comidas, além da maior festa de Corpus Christi do Brasil.

Rio de Contas, Bahia. Centro histórico visto de cima.

Tags Relacionadas Abril Despedaçado, Chapada Diamantina, cinema Rio de Contas, Espaço Imaginário, fabuloso Zofir, filme Rio de Contas, Rio de Contas, viagem cinema, Walter Salles, Zofir
Próximo post Post anterior

Você pode gostar disso:

Cinco filmes para ver na semana santa: épicos, bíblicos, clássicos
Especial

Cinco filmes para ver na semana santa: épicos, bíblicos, clássicos

Às vésperas do feriado da semana santa, Eu & A Telona selecionou cinco filmes importantes. Alguns épicos, bíblicos e até clássicos, que podem preencher o seu final de semana santa de alegria, mesmo que você não seja religioso, cristão ou o que seja, afinal são grandes produções e podem agradar a maioria.

Um livro de cinema: “Surpeendente!”, de Maurício Gomyde
Especial

Um livro de cinema: “Surpeendente!”, de Maurício Gomyde

Veja neste especial 5 motivos para você não deixar de ler! Quatro amigos fazem uma road trip até Pirenópolis, em Goiás, para produzir um filme. Pedro é o diretor, apaixonado por cinema e atormentado por um segredo que decide esconder dos amigos, ele está convencido de que tem a missão de usar o cinema como instrumento para melhorar o mundo.

Dica de livro: Tudo Sobre Cinema
Especial

Dica de livro: Tudo Sobre Cinema

Recomendo esse livro que tem me ajudado muito a imergir com profundidade no mundo cinematográfico: “Tudo Sobre Cinema”, editado por Philip Kemp e com o prefácio de Christopher Frayling.

0 Comentário

Sem comentários

Você pode ser o primeiro a comentar este post!

Deixe seu comentário

Seus dados estão seguros! Seu endereço de email não será publicado. E seus dados não serão compartilhados com terceiros. Campos obrigatórios marcados como *