Search

Você pode gostar disso:

cryingtongue
Rocketman (2019)
Drama Filmes Na pré Nacional

Rocketman (2019)

Extremamente talentoso mas muito tímido, o pianista prodígio Reginald Dwight muda seu nome para Elton John e torna-se uma estrela da música de renome internacional durante os anos 1970. Dirigido por Dexter Fletcher.

Cineclube Fruto do Mato
Drama Filmes Na pré Nacional

Cineclube Fruto do Mato

Você sabia que exite um cineclube voltado para o cinema baiano, onde filmes premiados começaram a ser exibidos desde fevereiro deste ano de 2017, na cidade de Lençóis, Chapada Diamantina, bem no coração da Bahia?

Drama Filmes Na pré Nacional

Holy Motors (2012)

Eu indico Holy Motors (França / Alemanha, 2012) Oscar (Denis

cryingtonguesecret

Hebe – A Estrela do Brasil (Brasil, 2019)

Hebe – A Estrela do Brasil (Brasil, 2019)

O filme sobre Hebe Amargo é bonito e levanta, logo de cara, uma bandeira que está muito presente na comunidade artística brasileira nos dias e hoje, através do lema “Viva o cinema brasileiro sem filtros”. A narrativa se mantem nesse recorte de quando ela já estava no auge como apresentadora – a mais famosa do Brasil – num momento no qual o país sofria com uma censura não assumida pelos seus dirigentes, na década de 1980, transição da ditadura para a democracia. Sua força está no embate dessa celebridade contra as ameaças da censura.

“A Hebe não é de direita, a Hebe não é de esquerda. A Hebe é direta”

Quase sempre de cabeça erguida, bem humorada, extrovertida e exagerada, Hebe Camargo arriscou sua carreira, enfrentou e falou o que pensava… e era tudo o que o povo menos favorecido queria falar. Seu acolhimento e respeito por pessoas que sofriam preconceito gerou ainda mais embates, principalmente por conta da homofobia.

Não lembro muito da Hebe, quase não acompanhei seus programas na televisão, mas adorei a atuação de Andréa Beltrão. Senti que a atriz segurou o filme nas costas, pois ele não vai muito além desse recorte. Também senti falta de cenas pós créditos mostrando a Hebe real, até como comparativo, recurso este utilizado em muitas filmografias e que normalmente funciona.

Momentos de sua vida íntima, em família, mostram um lado pouco conhecido pelo público. Destaque para o seu sofrimento diante do marido machista e agressivo, numa interpretação muito boa de Marco Ricco. A Andréa está muito intensa no papel da Hebe e outros personagens famosos têm uma participação bem pontual e sem maiores destaques. Optou-se por não arriscar muito tempo em cena com Roberto Carlos (Felipe Rocha), Silvio Santos (Daniel Boaventura) ou Dercy Gonçalves (Stella Miranda). Quem sabe cada um desses ganha sua própria filmografia um dia.

Tags Relacionadas Andrea Beltrão, cinema nacional, crítica de filme, Estrela do Brasil, filme Estrela do Brasil, filme hebe, filme hebe camargo, filme nacional, hebe, hebe camargo, Hebe Estrela do Brasil, resenha de filme
Próximo post Post anterior

Você pode gostar disso:

Filmes

Anna dos 6 aos 18 (Rússia, 1993)

Eu indico Anna: Ot shesti do vosemnadtsati (Rússia, 1993) O

cryingstarmoustacheangry
A Chegada (2016)
Ficção Científica

A Chegada (2016)

Louise Banks é uma linguista convocada pelo governo americano para um grande desafio incomum: dialogar com alienígenas de uma das doze naves que pousaram no planeta terra. No entanto, a resposta para todas as perguntas e mistérios pode ameaçar a vida de Louise e a existência de toda a humanidade. Dirigido por Denis Villeneuve.

Filmes

Amar é Sofrer (The Country Girl, 1954)

Eu indico The Country Girl (EUA, 1954) O esquecido ator

0 Comentário

Sem comentários

Você pode ser o primeiro a comentar este post!

Deixe seu comentário