Search

Você pode gostar disso:

Ação Comédia Filmes Na pré Primeiro Aqui

O Lugar Onde Tudo Termina (EUA, 2013)

Eu indico The Place Beyond the Pines (EUA, 2013) Luke

cryingsecret
A Coleção Invisível (Brasil, 2012)
Ação Comédia Filmes Na pré Primeiro Aqui

A Coleção Invisível (Brasil, 2012)

A família de Beto (Wladimir Brichta) é dona de uma tradicional loja de antiguidades que está passando por uma crise financeira. Para tentar solucionar este problema ele se lança numa viagem até a cidade de Itajuípe, interior da Bahia, atrás de uma coleção raríssima de gravuras que foi adquirida há 30 anos por um antigo cliente, o colecionador Samir (Walmor Chagas). Entretanto, logo ao chegar Beto enfrenta uma forte resistência da esposa dele e de sua filha Saada (Ludmila Rosa). Dirigido por Bernard Attal.

laughing
John Wick: Um Novo Dia para Matar (2017)
Ação Comédia Filmes Na pré Primeiro Aqui

John Wick: Um Novo Dia para Matar (2017)

Após recuperar seu carro, John Wick (Keanu Reeves) acredita que enfim poderá se aposentar. Entretanto, a reaparição de Santino D'Antonio (Riccardo Scarmacio) atrapalha seus planos. Dono de uma promissória em nome de Wick, por ele usada para deixar o posto de assassino profissional da Alta Cúpula, Santino cobra a dívida existente e insiste para que ele mate sua própria irmã, Gianna (Claudia Gerini). Dirigido por Chad Stahelski.

laughingangeltongue

Jumanji: Bem-Vindo à Selva (2017)

Jumanji: Welcome to the Jungle (EUA, 2017)

Quatro adolescentes são transportados para dentro de um videogame cuja ação se passa numa floresta, mais uma vez estamos diante de um jogo que se mostra real, mas agora os personagens estão dentro deste outro mundo. As características de uma game são expostas com tranquilidade, temos os avatares de cada jogador, com suas características e atributos, temos o contador de vida, as fases, etc.

Dirigido por Jake Kasdan, o filme vai na carona da empolgante música do Guns N’ Roses, “Welcome to the jungle”, usada também no subtítulo do filme, assim somos inseridos na terra de Jumanji, com florestas densas e criaturas perigosas, além dos inimigos humanos. A diversidade ecológica se mistura à diversidade dos personagens, sendo assim o roteiro acerta um pouco em investir na questão da diversidade na medida em que junta um nerd, uma patricinha que adora exposição, um jogador de futebol popular que não estuda e uma menina estranha e tímida. Temos um confronto de personalidades nessa convivência a qual são submetidos e, somente quando aceitam as diferenças um do outro e passam a se ajudar, dando dicas, inclusive banais, é que eles conseguem avançar no jogo e criar uma sinergia e amizade entre si.

Mas o filme falha justamente onde deveria ser divertido e criativo, as missões do jogo poderiam ser melhor pensadas e apresentadas, são poucas e sem originalidade e perde-se onde o original acertou muito. Assim também nos deparamos com fracas piadas que quase levam o filme por água abaixo se não fosse o talento de atores veteranos, pois ainda assim é divertido ver Dwayne Johnson, Kevin Hart e Jack Black contracenando, além da Karen Gillan que está muito bem no meio deles (ela interpretou a Nebula em Guardiões da Galáxia). É um passatempo legal ver novamente Dwayne e Kevin mesmo com uma interação parecida com o último papel deles juntos (Um espião e meio, de 2016) e mais ainda na ideia acertada de colocar o Jack Black para interpretar uma garota no corpo de um homem com a aparência do Jack Black! Ele mostra um feminismo com uma naturalidade nata. São as piadas que mexem com o físico e charme de Dwayne, as atrapalhadas e falta de sorte de Kevin e essa situação de Jack Black que fazem o filme ter mérito.

O próximo parágrafo contém um pequeno spoiler!

Ao mesmo tempo em que é uma continuação do filme Jumanji de 1995, este também é um remake pois remodela a estrutura do original, dando uma modernizada na fórmula. Ao escutar o barulho dos tambores e mostrar o tabuleiro do filme original, nos vem uma lembrança maravilhosa do filme de 1995 e da presença impecável de Robin Williams. Seria demais este novo filme superar a magia, originalidade e grandeza do primeiro, nem devemos esperar por isso. Temos também, num dado momento, uma referência ao personagem Alan Parrish (de Robin Williams) na cena onde Alex (Nick Jonas) está na morada que Alan construiu no meio da floresta e cita este último.

Jumanji (1995)

Tags Relacionadas crítica, crítica Jumanji, Dwayne Johnson, Guns Roses, Jack Black, Jumanji, Jumanji 1995, Jumanji 2017, Jumanji selva, Karen Gillan, Kevin Hart, resenha, resenha Jumanji, Robin Williams, The rock, Welcome to the jungle
Próximo post Post anterior

Você pode gostar disso:

coolcryingstar
O Sol é Para Todos (1962)
Favoritos

O Sol é Para Todos (1962)

Alabama, anos 1930. A pequena Jean (Mary Badham) é uma menina inteligente que tem no seu pai o grande herói. Atticus Finch (Gregory Peck) é um advogado viúvo que cuida de seu casal de filhos pequenos. Idealista e honesto, ele será o defensor de Tom, um negro acusado de estuprar uma mulher branca. Num júri composto apenas de brancos, todos sabem qual será o veredicto. Mas o advogado não desistirá de tentar provar que Tom é inocente. Além desse julgamento, a amizade de Jean com Boo Radley (Robert Duval), um deficiente mental que vive encarcerado em sua casa, vai fazer com que a menina passe a ver o mundo sob uma nova ótica e descobrir que o mundo dos adultos é mais cruel do que parece.

Filmes

O Desaparecimento de Eleanor Rigby (EUA, 2013)

Eleanor (Jessica Chastain) e Connor (James McAvoy) são dois jovens

cryingmoney
Secretária (EUA, 2002)
Romance

Secretária (EUA, 2002)

Após passar algum tempo em um sanatório, Lee Holloway (Maggie Gyllenhaal) volta para a casa de seus pais pronta para recomeçar sua vida. Ela então faz um curso de secretária e tenta um emprego com E. Edward Grey (James Spader), que tem um escritório de advocacia. Inicialmente o trabalho parece bem normal e entediante, mas com o tempo, chefe e subordinada embarcam numa relação mais íntima e cruzam linhas de conduta da sexualidade humana. Dirigido por Steven Shainberg.

0 Comentário

Sem comentários

Você pode ser o primeiro a comentar este post!

Deixe seu comentário