Search

Você pode gostar disso:

Filmes

A Última Casa à Esquerda

Eu indico The Last House on the Left (EUA, 2009)

cryingtonguesecret
A Vida Invisível (Brasil, 2019)
Filmes

A Vida Invisível (Brasil, 2019)

O diretor Karim Aïnouz, de Madame Satã (2002) e Praia do Futuro (2014), destaca a força das mulheres num filme baseado no romance "A vida invisível de Eurídice Gusmão", de Martha Batalha. A Eurídice Gusmão do título da obra é uma das personagens que divide o protagonismo com a sua irmã Guida, interpretadas respectivamente por Carol Duarte e Julia Stockler. O que Bacurau (de Kleber Mendonça Filho) tem de ousado e focado, este aqui tem de delicado e universal.

O que terá acontecido a Baby Jane? (1962)
Filmes

O que terá acontecido a Baby Jane? (1962)

Bette Davis é Jane Hudson, uma artista que alcançou a

A General (EUA, 1926)

Eu indico
The General (EUA, 1926)
Johnnie (Buster Keaton) é apaixonado por sua locomotiva, a General, e também pela bela Annabelle Lee (Marion Mack). Quando a Guerra Civil Americana tem início, ele não é aceito como combatente porque seria mais útil como maquinista. Porém, Annabelle, seu irmão e o pai passam a considerá-lo um covarde por não lutar. É quando a General e Annabelle são raptadas por espiões da União, e Johnnie deve correr atrás de ambas, numa aventura movimentada, excitante e divertida através da ferrovia. Dirigido por Clyde Bruckman.
Buster Keaton e a locomotiva:
Não somente existiu Charlie Chaplin como um grande nome da comédia do cinema mudo. Buster Keaton é considerado tão grande quanto. O melhor ainda é que não havia uma rivalidade hostil entre eles. Inclusive, a convite de Chaplin, Buster Keaton participa de uma cena importante no filme “Luzes da Ribalta” (Limelight, 1952), ambos já com idade mais avançada, porém mostrando todo o seu talento.
Neste filme “A General”, realizado em 1926, além da recriação da época da Guerra Civil, figurino, cenários e um pouco de som (pancadas e tiros, por exemplo) mesmo com os diálogos mudos, temos uma bela comédia ao estilo Buster Keaton, um filme perfeito para ele mostrar todo o seu talento. Com várias sequências de ação repletas de criatividade, principalmente as cenas de perseguição na ferrovia, ainda temos o detalhe de que Keaton não utilizava dublês. Ele se arriscava andando em cima do trem em movimento, enquanto mantém o mesmo operando, saindo e voltando para remover os obstáculos nos trilhos, sendo tudo isso repleto de várias atrapalhações, sorte e azar. Criativo e atrapalhado, dá para sentir pena e, ao mesmo tempo, rir muito das desventuras do protagonista para recuperar sua amada. Chama a atenção também o fato de que este ator, considerado “o palhaço que não ri”, praticamente não alterava sua expressão facial, independente da situação. Não vemos um sorriso, vemos uma seriedade diferente que virou a marca registrada de sua atuação, junto com cenas divertidas de humor pastelão. Até a trilha sonora ajuda, com uma música que combina com as cenas movimentadas sobre os trilhos.
Em sua estreia, foi um fracasso de público e crítica, decepcionando bastante Buster Keaton, que considerou este o seu filme favorito. Após algumas décadas, o filme passou a ser admirado e hoje em dia é faz parte de diversas listas de “melhores de todos os tempos”. Podemos encontrar facilmente o mesmo em uma versão Blu-Ray, lançada em 2009, com direito a uma entrevista com o cineasta Orson Welles, que deixa seu recado considerando este filme “a melhor comédia que já foi feita, o melhor filme sobre a Guerra Civil que já foi feito e talvez o melhor filme que já foi feito”.
Curiosidades – SPOILER:
A cena da batalha final provocou um pequeno incêndio em uma floresta perto do rio, fazendo com que a equipe parasse de filmar para apagar o fogo.
Existiu a verdadeira locomotiva General que estava em Nashville, mas ela não pôde ser usada nas filmagens.
Na cena em que Johnny e Annabelle enchem o reservatório de água do trem, Marion Mack disse em uma entrevista anos depois que ela não sabia que seria ensopada. Buster Keaton não a contou para que o choque da atriz fosse bem genuíno.
__________________________________
Fontes:

http://www.adorocinema.com/filmes/filme-108016/curiosidades/

Próximo post Post anterior

Você pode gostar disso:

laughingtongue
Missão: Impossível – Efeito Fallout (2018)
Na pré

Missão: Impossível – Efeito Fallout (2018)

Missão impossível mesmo é chegar a 6 filmes de uma mesma franquia sem cair no desinteresse do público e, neste caso, este novo filme foi uma missão cumprida! Dirigido por Christopher McQuarrie.

Filmes

Uma Aventura na África (The African Queen, 1951)

Eu indico The African Queen (Reino Unido / EUA, 1951)

cryingtongue
Bohemian Rhapsody (2018)
Drama

Bohemian Rhapsody (2018)

Rami Malek é o ator do ano! O cara está tão bom que chega a assustar. Ele canta em algumas cenas, mas é no grande palco que se torna a encarnação de Freddie Mercury, principalmente no clímax do filme, cantando ou dublando e se mexendo daquele jeito, com toda a performance do artista a ponto de chegarmos a acreditar que estamos assistindo a um show do Queen no telão, para só depois despertarmos e percebermos que é uma encenação. A respeito do artista Freddie Mercury e da banda Queen, Bryan Singer faz bonito demais e celebra de forma emocionante a trajetória da banda, tendo o Freddie Mercury como principal na história.

0 Comentário

Sem comentários

Você pode ser o primeiro a comentar este post!

Deixe seu comentário