Search

Você pode gostar disso:

cryingmoustachetonguemoney
Duna (2021): adaptação épica a ser vista no cinema
Clássico Drama Favoritos Filmes

Duna (2021): adaptação épica a ser vista no cinema

O livro de Frank Herbert foi comparado a Senhor dos Anéis por Arthur C. Clarke. Ainda mais apaixonante foi a declaração de Neil Gaiman: "Duna é o melhor dos grandes romances de ficção científica, e o que mais se manteve relevante". Neste ano ainda pandêmico, Denis Villeneuve, aclamado por excelentes filmes como Incêndios (2010), A Chegada (2016) e Blade Runner 2049 (2017), entrega a sua versão de Duna para o cinema.

Clássico Drama Favoritos Filmes

O Fugitivo (“I Am a Fugitive From a Chain Gang”, 1932)

Eu indico I Am a Fugitive From a Chain Gang

coolangelcrying
O Circo (1928)
Clássico Drama Favoritos Filmes

O Circo (1928)

O Vagabundo acaba indo parar em um circo enquanto fugia da polícia, que o confundira com um ladrão de carteiras. Ele sem querer acaba entrando no espetáculo e fazendo grande sucesso com o público, sendo logo contratado pelo dono, que irá se aproveitar dele. Ele ainda arranja tempo para se apaixonar pela acrobata, filha desse mesmo proprietário. Dirigido e estrelado por Charles Chaplin.

coolcryingstar

Cinema Paradiso (Itália, 1988)

Nuovo Cinema Paradiso (Itália, 1988)

O filme conta a história de uma amizade entre um garoto (Totó) e um projecionista (Alfredo), além do amor de ambos pelo cinema, na figura do chamado Cinema Paradiso, onde Alfredo trabalhava. Já adulto, Salvatore Di Vita (Totó) é um cineasta bem-sucedido e vive em Roma. Ele recebe um telefonema de sua mãe avisando que Alfredo faleceu, e isso traz lembranças de sua infância e, principalmente, do Cinema Paradiso.

Mostra a amizade entre um garoto, que frequentava o cinema escondido do padre, e um adulto, que era o projecionista do mesmo cinema, uma pessoa mais experiente e vivida. Ambos acabam se conhecendo e compartilhando momentos, sejam bons ou ruins. Totó também se torna projecionista do cinema e os dois passam a assistir de camarote, tanto aos filmes quanto às pessoas que iam assistir ao filme. Dessa forma, o diretor Giuseppe Tornatore trabalha também com a questão das emoções que o público sente na sala de cinema e suas reações à magia dos filmes. Três fases da vida de Salvatore Di Vita (Totó) são mostradas durante o filme, tendo assim três atores distintos interpretando este personagem, mas somente um ator interpretou o Alfredo.

Porque o filme marcou tanto – SPOILER:

Interessante o fato de que o padre local era o primeiro a assistir ao filme, para fazer a censura, cortando as cenas de beijo, onde ele julga inadequadas. Essa situação é explorada de forma bem inteligente no filme, em uma das cenas mais bonitas que eu já vi. Sem dúvida está entre os primeiros da minha lista de favoritos. Qualquer pessoa que tenha um leve interesse pelo cinema (ou não), deve se encantar com este filme. Ou qualquer pessoa que reconheça o sentido de compartilhar uma paixão com algum amigo, e estes momentos vividos se tornarem inesquecíveis.

Pequena explicação do título:

O nome original do filme é “Nuovo Cinema Paradiso”, por conta de uma cena em que um morador local, que havia ganhado na loteria, resolve reconstruir o cinema após um acidente que o destruiu. Ele acaba batizando o cinema reconstruído de “Novo Cinema Paradiso”.

__________________________________
Fontes:
http://pt.wikipedia.org/wiki/Cinema_Paradiso
http://www.cineplayers.com/critica.php?id=160

Tags Relacionadas crítica, Giuseppe Tornatore, resenha, Totó
Próximo post Post anterior

Você pode gostar disso:

coolcryingstar
Taxi Driver (EUA, 1976)
Filmes

Taxi Driver (EUA, 1976)

Em Nova York, um homem de 26 anos (Robert De Niro), veterano da Guerra do Vietnã, é um solitário no meio da grande metrópole que ele vagueia noite adentro. Assim começa a trabalhar como motorista de taxi no turno da noite e nele vai crescendo um sentimento de revolta pela miséria, o vício, a violência e a prostituição que estão sempre à sua volta. Após comprar armas, ele articula um atentado contra o senador (que planeja ser presidente). Dirigido por Martin Scorsese.

Filmes

As Aventuras de Tintim: O Segredo do Licorne

Eu indico The Adventures of Tintin: The Secret of the

Filmes

Amor Profundo (The Deep Blue Sea)

Eu indico The Deep Blue Sea (EUA / Inglaterra, 2011)

3 Comentários

  1. De fato!
    Cinema Paradiso é um dos meus filmes favoritos, se não o "mais-mais"!!
    Além das cenas marcantes – a do final é clássica: qdo ele assiste o "filme" dos beijos que foram cortados – a trilha sonora é fantástica!!
    O tema do filme é uma das músicas mais belas que já ouvi. Cheguei ao ponto de comprar o CD da trilha sonora e recentemente comprei o DVD do filme lançado pela Coleção Folha (de São Paulo) Cine Europeu. Querendo emprestado… é só falar!!
    Parabéns pelo blog!

    Reply
    • Olá. Gostaria de ter algum contato seu (e-mail, face, insta ou o que quiser passar) para te enviar uma mensagem convidando a apreciar o meu novo site Eu & a Telona. O blog foi todo reformulado e eu gostaria de divulgar primeiro para as pessoas que fizeram algum comentário sobre os filmes que postei aqui. Obrigadão!

      Reply

Deixe seu comentário