Search

Você pode gostar disso:

angrypunk
Corrente do Mal (It Follows, 2014)
Filmes

Corrente do Mal (It Follows, 2014)

A jovem Jay (Maika Monroe) leva uma vida tranquila entre escola, paqueras e passeios no lago. Após uma transa, o garoto com quem passou a noite explica que ele carregava no corpo uma força maligna, transmissível às pessoas apenas pelo sexo. Enquanto vive o dilema de carregar a sina ou passá-la adiante, a jovem começa a ser perseguida por figuras estranhas que tentam matá-la e não são vistas por mais ninguém. Dirigido por David Robert Mitchell.

laughingangeltonguepunk
Zumbilândia 2: Atire Duas Vezes (2019)
Filmes

Zumbilândia 2: Atire Duas Vezes (2019)

Em Zumbilândia 2, o mundo zumbi é consumido numa comédia com senso de humor acima da média, uma fiel continuação dez anos depois da primeira aparição do quarteto de caçadores interpretados por Harrelson, Eisenberg, Breslin e Stone. Se a sinergia do elenco foi boa no primeiro filme, aqui é o ponto máximo. Dirigido por Ruben Fleischer.

Filmes

Monstros

Eu indico Monsters (Reino Unido, 2010) A NASA descobriu formas

50/50

Eu indico
50/50 (EUA, 2011)

Tudo vira de pernas para o ar na vida de Adam (Joseph Gordon-Levitt) quando ele descobre ter câncer. Kyle (Seth Rogen), o seu melhor amigo, tenta ajudá-lo de todas as maneiras, mas não deixa de utilizar a doença de Adam para se dar bem com as mulheres. Nas poucas chances que lhe restam, Adam conhecerá Katherine (Anne Kendrick), uma jovem psicóloga que irá virar sua cabeça de vez.
Comédia ou drama?
Estamos na véspera do Globo de Ouro de 2012 e temos alguns indicados bem interessantes. Para entrar no clima, escolhi comentar sobre este filme que recebeu uma indicação para a categoria melhor filme (musical / comédia). Este fica entre o drama e a comédia, na verdade o que me chamou mais a atenção foi a forma inteligente como esses dois gêneros ficaram bem casados, pois apesar de ser uma história bem dramática – a luta contra o câncer de um rapaz de 25 anos, foram criadas várias cenas engraçadas (e sem exageros), dando uma boa aliviada e invertendo a emoção do público. Mostra a importância de ter uma amizade até para os piores momentos, e uma amizade verdadeira, pois o personagem coadjuvante interpretado por Seth Rogen não esconde a verdade do amigo e tem um astral muito forte, sem contar no fato de ser a caricatura do amigo engraçado que tem aquelas grandes sacadas de humor (é realmente um papel para o Seth Rogen), sem apelar para aqueles clichês que beiram ao ridículo. Além de mostrar que o humor pode ser encontrado em lugares improváveis e o quanto isso facilita o processo de seguir em frente, também percebe-se que na vida existem grandes e inesperadas reviravoltas, e neste caso o cenário é de um diagnóstico ruim, mas que também provocou mudanças nas vidas dos dois amigos que levaram a outras reviravoltas boas (uma maior proximidade do relacionamento com os pais, o encontro do primeiro amor verdadeiro e a confirmação de que o melhor amigo é mesmo amigo para todas as horas). Fora tudo isso, reforça que existe a possibilidade de vencer, e recomeçar a vida mais confiante e com mais sentido.
Personagens com presença:
O filme é uma adaptação do livro I’m With Cancer, uma incrível experiência real em que Will Reiser conta como foi diagnosticado com câncer e venceu a doença depois de vários anos de luta. O roteiro do filme também foi feito pelo Reiser. O ator Joseph Gordon-Levitt surpreende vivendo Adam e conta com o Seth Rogen que além de interpretar o melhor amigo, também produziu o filme. Temos também a importante presença de Anna Kendrick (Amor Sem Escalas) como a jovem psicóloga que recebe o caso mas não tem experiência de vida para lidar com ele, entretanto acaba mudando a vida de Adam dando um clima bem legal de romance ao filme. E não podemos deixar de perceber a presença de personagens importantíssimos que são introduzidos quando o protagonista encontra-se na sessão de quimioterapia, dois homens mais velhos que passam a compartilhar experiências de vida, até porque o fato de serem pessoas mais maduras e com o mesmo tipo de doença, sentindo também na pele, acabam mostrando mais solidariedade com o outro.
Próximo post Post anterior

Você pode gostar disso:

Filmes

Um dia, um gato (Checoslováquia, 1963)

Eu indico Az prijde kocour (Checoslováquia, 1963) Um contador de

laughingcoolsurprise
G-Men Contra o Império do Crime (“G” Men, EUA, 1935)
Primeiro Aqui

G-Men Contra o Império do Crime (“G” Men, EUA, 1935)

Um dos primeiros grandes filmes de gângster do cinema. James Cagney interpreta o jovem advogado criminalista, Brick Davis, que tenta resistir a tentações do mundo do crime, embora sua educação tenha sido paga por um gângster. Sua vida dá uma reviravolta quando um amigo e agente federal tenta recrutá-lo para o FBI, e é assassinado por um gângster. Dirigido por William Keighley.

coolcrying
Agonia e Êxtase (1965)
Drama

Agonia e Êxtase (1965)

Preocupado com o legado que deixaria para as gerações futuras, o Papa Júlio II (Rex Harrison) resolve contratar o artista Michelangelo (Charlton Heston) para pintar o teto da Capela Sistina. O artista se nega, mas logo é forçado pelo pontífice a fazê-lo. A partir daí, começam as disputas entre Michelangelo e o papa à respeito do projeto. Dirigido por Carol Reed.

1 Comentário

Deixe seu comentário