Search

Você pode gostar disso:

laughingangeltongue
Lego Ninjago (2017)
Destaques Especial

Lego Ninjago (2017)

Este é o terceiro “Filme Lego” que funcionou bem, tivemos antes “Uma Aventura LEGO” (2014), que poderia ter recebido o Oscar de melhor animação e deixou pessoas boquiabertas com o formato da animação, na medida que peças e bonecos Lego montam os cenários e as cenas ao longo do filme; e ainda tivemos, este ano, “Lego Batman: O Filme” (2017), com ótima qualidade visual, aventura e piadas hilárias no universo dos heróis. Phil Lord e Chris Miller, diretores e roteiristas do primeiro filme, produtores do "Lego Batman: O Filme", estão na produção deste novo filme, que ficou com a direção de Charlie Bean.

Destaques Especial

Holy Motors (2012)

Eu indico Holy Motors (França / Alemanha, 2012) Oscar (Denis

crying
Ressurreição (EUA, 2016)
Destaques Especial

Ressurreição (EUA, 2016)

Às vésperas de um levante em Jerusalém, surgem rumores de que o Messias judeu ressuscitou. Um centurião romano agnóstico e cético (Joseph Fiennes) é enviado por Pôncio Pilatos para investigar a ressurreição e localizar o corpo desaparecido do já falecido e crucificado Jesus de Nazaré, a fim de subjulgar a revolta eminente. Conforme ele apura os fatos e ouve depoimentos, suas dúvidas sobre o evento milagroso começam a sumir. Dirigido por John Huston.

Viagem de cinema pela Escandinávia (Dinamarca e Noruega)

Passando pela região da Escandinávia, mais precisamente pelas capitais da Dinamarca e Noruega, visitei locais de filmes e reuni umas dicas de viagem de cinema. Veja aqui um resumo bacana sobre o cinema escandinavo e os melhores filmes e passeios temáticos de cinema nessa região:

Copenhague, capital da Dinamarca:

A estátua da Pequena Sereia é o ponto turístico mais procurado na capital da Dinamarca. Está em Copenhague como uma homenagem ao criador da história, Hans Christian Andersen, escritor dinamarquês que também escreveu a história do Patinho Feio. Foi esculpida em 1913 por Edvard Eriksen. Em 1989, a Disney lançou o filme de animação baseado no conto.

Estátua da Pequena Sereia (Den lille havfrue)

Lembrando que a Disney anunciou que, em 2020, pretende lançar o remake de A Pequena Sereia em live action.

Contudo, o filme que mais vem a cabeça aqui tem o mesmo nome da cidade. Dizem que, ao assistir Copenhagen (2014) você conhece a cidade sem precisar viajar. Comigo foi mais do que isso, eu passei a querer conhecer a cidade após ver esse filmaço. Além de ser um ótimo filme sobre amadurecimento, romântico e apaixonante, é uma homenagem a cidade de Copenhague e encanta a ponto de fazer a gente querer conhecer. Fico feliz em conferir na prática que o filme é autêntico, Copenhague é realmente encantadora tal como é mostrada na narrativa.

Copenhagen (Dinamarca, 2014)

Os inesquecíveis personagens William e Effy visitam vários locais e listei alguns para quem quiser aproveitar sua passagem pela cidade e conhecer pessoalmente:

– Nyborder 8 em Suensonsgade: a mesma da capa do filme, onde eles estão de bicicleta;

– A Estátua da Pequena Sereia: na cena onde eles vão a noite, mas não vá no escuro de forma alguma;

– Porto Novo (Nyhavn): é onde eles provavelmente estão sentados na primeira imagem da montagem acima.

Cabe comentar que William visita um lugar fantástico mais afastado da cidade, mas esse acho melhor não estragar a surpresa para quem ainda não assistiu ao filme. Posso dizer somente que faz parte da cena final e, infelizmente, não consegui encaixar essa parte no meu roteiro.

Em A Garota Dinamarquesa (2015), existem algumas filmagens no porto Nyhavn e em Nyborder também.

Além dos filmes citados anteriormente, deixo a dica de um ótimo filme onde a narrativa acontece em Copenhagen. Foi o indicado da Dinamarca para último Oscar: Culpa (Den skyldige), de 2018. Frenético e original.

Para encerrar essa parte, fica uma dica inestimável de viagem e filmes: a partir de Copenhague você pode fazer um bate e volta para a cidade portuária de Helsingborg (ou Helsimburgo), na Suécia. O navio parte de Helsingor (Dinamarca), que você chega de trem facilmente a partir de Copenhague. A viagem de navio não leva 15 minutos. Fiz esse passeio para incluir a Suécia como mais um destino conhecido e lembrei das produções cinematográficas deste país. Na verdade, os dois países (Suécia e Dinamarca) entregaram juntos alguns filmes relevantes:

– Border (Gräns), de 2018, misterioso e se apropria do folclore fantástico da região da Escandinávia;

– A Caça (Jagten), de 2012, recebeu indicação ao Oscar de melhor filme em língua estrangeira, foi o representante da Dinamarca;

– Rainha de Copas (Dronningen), de 2019, passou nos cinemas recentemente e é o representante da Dinamarca para o próximo Oscar. Mais um grande filme com produção Suécia + Dinamarca.

Oslo, capital da Noruega:

Alguns filmes e acontecimentos reais retratados em filmes destacaram a maravilhosa cidade de Oslo. Um dos mais famosos se chama Oslo, 31 de Agosto (2011), com o ator norueguês que protagonista os filmes mais importantes dessa região: Anders Danielsen Lie. Duas cenas do filme ocorrem em um dos parques mais bonitos da cidade, o Parque Vigeland. Uma delas é no centro do parque e a outra é a cena da piscina (tem um acesso de dentro do parque, logo no início indo para a sua direita).

Eu imitando cena do filme no Vigeland Park

O Vigeland Park (Vigelandsanlegget) é o maior parque de esculturas de um só artista no mundo (Gustav Vigeland). Ninguém vai a Oslo e deixa de conhecer esse lugar.

Se houve um episódio traumático em Oslo que marcou para sempre a vida das pessoas, foram os atentados de 22 de julho de 2011. Consistiram numa explosão na zona de edifícios governamentais de Oslo e num tiroteio ocorrido poucas horas depois, na ilha de Utøya, situada no lago Tyrifjorden, condado de Buskerud. Os atentados foram planejados e executados por um militante da extrema-direita chamado Anders Behring Breivik, resultando na morte de 77 pessoas (69 jovens integrantes do Partido Trabalhista Norueguês em Utøya e 8 pedestres em Oslo). É visto como o pior dia da história da Noruega moderna. Esse acontecimento foi retratado em três filmes interessantes, todos eles lançados em 2018:

– 22 de Julho, com o Anders Danielsen Lie no papel de Anders Behring Breivik. Disponpivel na Netflix;

– Utøya 22 de Julho: Terrorismo na Noruega, estilo câmera na mão (como os filmes
found footage), tenso e realista, vencedor do Prêmio do Cinema Europeu de Melhor Diretor de Fotografia;

– Reconstruindo Utøya, um documentário que ainda não tive oportunidade de assistir.

Aproveitando a presença do Anders Danielsen Lie em tantas produções da Noruega, deixo a dica de mais um filme bacana que se passa em Oslo e tem o mesmo como protagonista: Reprise (no Brasil ficou com o título “Começar de Novo”) é um drama de 2006 dirigido por Joachim Trier com roteiro de Eskil Vogt e do próprio diretor, selecionado como representante da Noruega à edição do Oscar 2007.

Ao norte de Oslo tem um local chamado Holmenkollen onde fica uma famosa estrutura de salto de esqui. Em frente a essa estrutura tem uma grande estátua de um troll como uma referência a essas criaturas que fazem parte da cultura escandinava, suas origens fazem parte de mitos principalmente da Noruega.

A foto com o troll em Holmenkollen é obrigatória

Por isso que alguns filmes trazem à tona essas criaturas sempre com contexto e bom conteúdo, como pode ser visto em Border (citado anteriormente) e O Caçador de Troll – Trollhunter (“Trolljegeren”, 2010), no estilo found footage, meu preferido e um dos melhores filmes da Noruega sobre o assunto que você poderá conferir. Temos uma resenha deste filme, é só acessar aqui https://www.eueatelona.com.br/the-troll-hunter-trollgeren/

O Caçador de Troll (Noruega, 2010)

No filme Border, a protagonista Tina (Eva Melander) é uma policial que trabalha fiscalizando bagagens e passageiros. Depois de ser atingida por um raio na infância, ela desenvolveu uma espécie de sexto sentido, fazendo com que seja capaz de “ler as pessoas” apenas pelo olhar. Algumas cenas mostram ela supervisionando passageiros que chegam provavelmente da Noruega pelo navio da DFDS (empresa de transporte e logística internacional dinamarquesa), que é a melhor forma de você viajar de Copenhague (Dinamarca) para Oslo (Noruega). Foi assim que passei de um país para outro e lembrei de cenas do filme.

Existe o Cinemateket, um excelente pequeno cinema no coração de Oslo, que exibe desde filmes de Hollywood até clássicos de antigamente, com sessões de debate e outros eventos. Quando passei por lá, estava anunciando sessão de Os Caça Fantasmas (EUA, 1984) e Blade Runner: Final Cut, a versão sem cortes do diretor Ridley Scott lançada em 2007. Folheando algumas revistas do espaço que eles fornecem gratuitamente, encontrei Bacurau e Divino Amor, filmes brasileiros entre os melhores de 2019.

Entrada do Cinemateket i Oslo

Para concluir, cabe lembrar que foram as regiões da Noruega que inspiraram o cenário de Frozen. Fiordes místicos, cataratas, aldeias antigas e montanhas cobertas de neve deram vida a Arendelle (cidade de Frozen). Existe até uma cidade na Noruega chamada “Arendal”. Assim como existem aqueles trolls na animação, a Noruega tem uma coisa com essas criaturas como explicado anteriormente. Dizem que a província de Svartisen, bem no norte da Noruega, foi onde os produtores da animação mais se inspiraram. Existem passeios turísticos nessa região inspirados no filme. Let it gooooo… e até a próxima viagem de cinema!

Se gostou dessa matéria e quiser conferir nossas viagens de cinema anteriores, veja abaixo:

Viagem de cinema pela Califórnia (São Francisco e Los Angeles):

Faça uma viagem de cinema: Califórnia

Viagem de cinema pela Itália (Roma, Florença, Arezzo, Cortona, Sirmione e Veneza):

Faça uma viagem de cinema: Itália

Temos também uma no Brasil, cidade de Rio de Contas na Chapada Diamantina (Bahia):

Vestígios do cinema em Rio de Contas (Bahia)

E se você vai a Nova York e quer estar preparado com dicas sobre lugares de cinema, visite https://movieplaces.com.br/uma-garota-irresistivel-no-central-park-nyc/ que está com um prato cheio de informações sobre filmes rodados no ponto turístico essencial de Manhattan, o Central Park!

Tags Relacionadas A caça, Anders Behring Breivik, Anders Danielsen Lie, Border, Caçador de trolls, cinema noruega, Cinemateket, Copenhagen, Copenhagen 2014, Copenhague, Copenhague 2014, Culpa 2018, dinamarca, Escandinávia, filme Culpa, filme Reprise, filmes Copenhagen, filmes Copenhague, filmes dinamarca, filmes Escandinávia, filmes noruega, filmes Oslo, filmes suécia, Frozen, Frozen noruega, Frozen Svartisen, Garota Dinamarquesa, Hans Christian Andersen, noruega, Nyhavn, Oslo, Oslo 31 de Agosto, Parque Vigeland, pequena sereia, Porto Novo, rainha de copas, suécia, Trollhunter, Utoya, viagem de cinema, viagem de cinema dinamarca, viagem de cinema noruega, viagem e cinema, Vigeland
Próximo post Post anterior

Você pode gostar disso:

Vestígios do cinema em Rio de Contas (Bahia)
Especial

Vestígios do cinema em Rio de Contas (Bahia)

Rio de Contas é a minha cidade preferida da Chapada Diamantina, que fica no coração da Bahia. Aproveitei a terceira vez que fui na cidade, recentemente, e procurei por espaços e coisas relacionadas com o cinema. E olha que encontrei duas coisas legais! Após descobrir esses vestígios do cinema, a cidade ficou ainda mais encantadora para mim, e percebi que podemos caçar e encontrar essas coisas de cinema em qualquer lugar do Brasil, como se tivéssemos procurando diamantes, como faziam os garimpeiros na região da Chapada Diamantina.

Dicas para aproveitar de verdade o Festival de Cinema de Gramado
Especial

Dicas para aproveitar de verdade o Festival de Cinema de Gramado

Você é daqueles que ama cinema e pretende viajar a Gramado na época do Festival de Cinema? A maioria das pessoas aparece na área do Festival somente para ver as celebridades passando pelo tapete vermelho, nem chegam a andar pelo tapete ou assistir aos filmes, mas eu acho isso tão pouco dentro do que se pode aproveitar. Então, se você é como eu, aproveite essas dicas de uma pessoa que compareceu a dois festivais em Gramado.

1 ano de blog
Especial

1 ano de blog

Neste mês de outubro de 2012 o meu blog faz 1 ano. Fico contente em ter cumprido a meta pessoal de postar 3 filmes por mês, não somente indicando, mas também pesquisando bastante para fazer uma postagem com conteúdo, incluindo - da forma mais clara que consegui - a minha visão sobre cada filme. Os filmes favoritos ficam marcados com o ícone da estrela e com o nome "FAVORITOS".

2 Comentários

  1. Eu adorei seu post! Viagem incrível, quero muito conhecer a Escandinávia, é um grande sonho. Esse roteiro irá ajudar bastante. Dicas de filmes mais que anotadas!

    Reply
    • Que bom que adorou, para você que também viaja e compartilha dicas de locais de filmes! Eu me surpreendi comigo mesmo em ter programado essa viagem e já ter visto previamente vários filmes da Noruega, Suécia e Dinamarca. Devem ter muitos outros que ainda não ouvi falar. Os filmes desses países são muito bons, Jú!

      Reply

Deixe seu comentário