Search

Você pode gostar disso:

coolstarangrypunk
Poltergeist: O Fenômeno (1982)
Ação Filmes Policial Suspense

Poltergeist: O Fenômeno (1982)

Uma típica família americana vive o famoso sonho americano, moram na casa dos sonhos, numa cidade pequena e com espaço para uma piscina. Mas logo a família Freeling começa a presenciar fenômenos psíquicos, que a princípio parecem ser inofensivos, mas que cada vez se tornam mais aterrorizantes até que uma entidade “sequestra” a pequena Carol Anne (Heather O'Rourke) e tudo vira um inferno.

coolcryingstar
Um Sonho de Liberdade (The Shawshank Redemption, 1994)
Ação Filmes Policial Suspense

Um Sonho de Liberdade (The Shawshank Redemption, 1994)

Em 1946, o jovem e bem-sucedido banqueiro Andrew "Andy" Dufresne (Tim Robbins) é sentenciado a duas penas consecutivas de prisão perpétua pelo assassinato de sua esposa e de seu amante, a serem cumpridas na Penitenciária Estadual de Shawshank, no Maine, comandada pelo religioso e cruel agente penitenciário Samuel Norton (Bob Gunton). Rapidamente, Andy se torna amigo de Ellis "Red" Redding (Morgan Freeman), interno influente, também sentenciado à prisão perpétua, que controla o mercado negro do presídio. Ao longo das quase duas décadas de Dufresne na prisão, ele se revela um interno incomum. Dirigido por Frank Darabont.

crying
Filho de Saul (Hungria, 2015)
Ação Filmes Policial Suspense

Filho de Saul (Hungria, 2015)

Durante a Segunda Guerra Mundial, num campo de concentração de Auschwitz, Saul (Géza Röhrig) é um judeu obrigado a trabalhar para os nazistas, sendo um dos responsáveis em limpar as câmaras de gás após dezenas de outros judeus serem mortos. Em meio à tensão do momento e às dificuldades inerentes desta tarefa, ele reconhece entre os mortos o corpo de seu próprio filho. Dirigido por László Nemes.

laughingsurpriseangry

A Hard Day (Coreia do Sul, 2014)

Kkeutkkaji Ganda (Coreia do Sul, 2014)

A trama acompanha o detetive Ko Gun-Soo que, ao voltar do funeral de sua mãe, atropela um homem em uma estrada escura. Em um momento de desespero, o policial oculta o crime e tenta esconder o corpo. A partir disso, o detetive vai passar por várias situações complicadas. Escrito e dirigido por Kim Seong-hoon.

Por um fio:

Este filme participou do Festival de Cannes de 2014. Carregado de surpresas, principalmente na primeira metade, e de situações tensas onde o personagem principal fica por um fio, é mais uma prova de que a Coreia do Sul sabe fazer bons filmes de suspense e ação. O ator Lee Seon-gyoon interpreta o principal Ko Gun-Soo de forma muito convincente, cada expressão de surpresa, desespero e até alívio fica bem realista. Esperamos ele entrar em pânico a qualquer momento e nos surpreendemos com sua capacidade de manter a calma e sua criatividade para conseguir voltar aos trilhos. Podemos dizer o mesmo do ator Cho Jin-Woong, que interpreta o antagonista Park Chang-Min.
O diretor Kim Seong-hoon intensifica os momentos sufocantes vividos pelo policial, fazendo com que essa tensão se torne o elemento principal do filme, já que a cada momento no qual o personagem resolve um problema, outros desdobramentos não desejados ocorrem e ele precisa continuar enfrentando este dia difícil. É interessante também conferir a polícia da divisão de homicídios coreana de forma realista, com muitos policiais corruptos e que se desviaram da conduta ideal esperada, aproveitando sua posição para se fazer acima da lei.

Acompanhando toda essa situação do ponto de vista de Ko Gun-Soo, acabamos até por sentir uma empatia por ele, mesmo após a sua decisão inicial de esconder o corpo. Junto a isso algumas cenas de ação bem elaboradas e muito mistério, com um diretor que consegue nos transportar para a realidade do filme e sentir a inquietação do protagonista, muitas idas e vindas sem descanso, o filme se torna uma divertida e incômoda atração.
Lembrando que a Coreia do Sul está, em minha visão, na lista dos países com as melhores produções cinematográficas da atualidade. Recomendo conferir a lista de indicações que deixei no final da postagem sobre o filme coreano Eu Vi o Diabo (2010).

__________________________________
Fontes:
http://bogiecinema.blogspot.com.br/2015/05/resenha-critica-hard-day-kkeut-kka-ji.html

Tags Relacionadas Coreia, crítica, Kim Seong-hoon, resenha
Próximo post Post anterior

Você pode gostar disso:

moustachetongueangry
Vida (2017)
Ficção Científica

Vida (2017)

Uma equipe de seis astronautas da Estação Espacial Internacional descobre sinais de vida inteligente em Marte e a investigação do fato gera consequências inimagináveis. Dirigido por Daniel Espinosa.

cryingmoney
Sentidos do Amor (2011)
Filmes

Sentidos do Amor (2011)

Susan (Eva Green) é uma estudiosa epidemiologista em crise com o amor. Ao conhecer o sedutor Michael (Ewan McGregor), um talentoso chefe de cozinha, tenta resistir, mas logo acaba rendendo-se. No entanto, enquanto a paixão do casal aumenta, uma misteriosa pandemia se espalha pelo mundo. Dirigido por David Mackenzie.

cryingstarmoustachetonguemoney
A Forma da Água (2017)
Ficção Científica

A Forma da Água (2017)

Em meio aos grandes conflitos políticos e bélicos e as grandes transformações sociais ocorridas nos Estados Unidos, Elisa (Sally Hawkins), zeladora em um laboratório experimental secreto do governo, conhece e se afeiçoa a uma criatura fantástica mantida presa no local. Para elaborar um arriscado plano de fuga ela recorre a um vizinho (Richard Jenkins) e à colega de trabalho Zelda (Octavia Spencer). Escrito e dirigido por Guillermo del Toro.

1 Comentário

Deixe seu comentário