Search

Você pode gostar disso:

happy
TOP 10 filmes quentes
Drama Favoritos Filmes Na pré Policial

TOP 10 filmes quentes

A regra é clara: para estar na lista, o filme precisa ser quente, hot, caliente… mas precisa também ser um bom filme, que traga conteúdo e reflexões para o expectador.

Drama Favoritos Filmes Na pré Policial

L’Apollonide: Os Amores da Casa de Tolerância

Eu indico L’Apollonide: Souvenirs de la Maison Close (França, 2011)

tongueangrypunk
Fragmentado (2017)
Drama Favoritos Filmes Na pré Policial

Fragmentado (2017)

Shyamalan demostra uma segurança maior na direção deste Fragmentado e mantém a sua marca que conquistou muitos fãs. O filme, Kevin (James McAvoy) possui 23 personalidades distintas e sequestra três adolescentes que encontra em um estacionamento. Vivendo em cativeiro, elas passam a conhecer as diferentes facetas de Kevin e precisam encontrar algum meio de escapar.

cryingstartonguesurprise

Infiltrado na Klan (EUA, 2018)

BlacKkKlansman (EUA, 2018)

A começar pela resumo da trama e sabendo que a direção é de Spike Lee, podemos esperar o melhor possível: em 1978, Ron Stallworth, um policial negro do Colorado, conseguiu se infiltrar na Ku Klux Klan local. Ele se comunicava com os outros membros do grupo por meio de telefonemas e cartas, quando precisava estar fisicamente presente enviava um outro policial branco no seu lugar. Depois de meses de investigação, Ron se tornou o líder da seita, sendo responsável por sabotar uma série de linchamentos e outros crimes de ódio orquestrados pelos racistas.

É um bom filme policial baseado em fatos reais, com momentos engraçados e boa trilha sonora ao estilo policial da década de 70, mas o forte é essa expressão da luta contra o racismo que o diretor consegue conectar com situações que estamos vivendo atualmente. Choca e critica uma nação racista, já vimos isso em outros filmes dele como Faça a Coisa Certa (1989) e Malcolm X (1992). Ele tem como referência e cita em alguns filmes o ativista Martin Luther King Jr. Assim, é um apelo aos direitos civis de negros, mas também de judeus e homossexuais… tudo que precisamos resgatar diante do atual cenário.

“Esse lance é baseado numa parada que aconteceu mesmo”

Além dessa parte crítica, temos brincadeiras com a chamada linguagem culta e linguagem malandra, o preconceito também contra policiais que, assim como o negro ganhava apelidos racistas (crioulo, macaco) o policial era chamado de “meganha”. Também temos citações honrosas a famosos personagens negros como Superfly e Shaft. E ótimas atuações da dupla policial no filme: John David Washington e Adam Driver, principalmente o primeiro. Quem está excelente é um dos antagonistas representando o verdadeiro homem racista insano, interpretado pelo ator finlandês Jasper Pääkkönen que participa da série Vikings.

Nem sempre os filmes serviram para criticar, expor, desabafar e unir a nação contra essas questões que levam a uma triste violência. D. W. Griffith foi polêmico ao entregar O Nascimento de Uma Nação (1915) que começa com a seguinte frase: “A vinda dos africanos para a América plantou a primeira semente de discórdia”. Ele é um dos diretores mais importantes da história do cinema, mas seu filme está longe de ser um bom exemplo, já que traz as questões que Spike Lee critica, contudo Griffith se mostrou contra os negros e claramente a favor da supremacia branca e o terrorismo cristão protestante da Ku Klux Klan. E por isso mesmo, com maestria, Spike Lee utiliza cenas deste filme de Griffith. Do nascimento de uma nação racista para este novo de Spike Lee que mostra como isso continua presente, e tem sido, infelizmente, resgatado em virtude de dirigentes e daqueles que são a favor. Até aparece a frase “América: ame-a ou deixe-a” no filme.

Lee não mede esforços, sua crítica é forte e ainda mostra situações ocorridas nos EUA recentemente, como a morte de uma ativista (32 anos) com 33 feridos em agosto de 2017, após um protesto em Charlottesville, Virgínia, contra a extrema-direita dos EUA que é contra negros, imigrantes, gays e judeus. Nesse episódio vemos um depoimento real de David Duke, ex líder da Ku Klux Klan. Contudo, fiquemos felizes em saber que Ron Stallworth também vive atualmente, como policial aposentado.

Repúdio ao racismo, machismo, homofobia, má conduta policial e assédio. Não a violência, sim ao amor ao próximo.

Tags Relacionadas crítica, crítica Infiltrado na Klan, filme Infiltrado na Klan, filme Spike Lee, Griffith, Nascimento de Uma Nação, resenha, resenha Infiltrado na Klan, Ron Stallworth, Spike Lee
Próximo post Post anterior

Você pode gostar disso:

cryingtongue
Isle of Dogs (2018)
Na pré

Isle of Dogs (2018)

Em um futuro próximo, no Japão, uma epidemia dizimou parte da população canina, promovendo uma onda de histeria anti-cachorros. Um governante autoritário se aproveita da situação para se promover e decide banir todos os cachorros para a “Ilha do Lixo”, onde eles terão de lutar para sobreviver. Contudo, existe um movimento a favor dos animais e um dos donos, Atari, de 12 anos, decide embarcar em uma corajosa jornada até a ilha em busca de seu amado cachorro Spot. Dirigido por Wes Anderson.

laughingangeltongue
Jumanji: Próxima Fase (2019)
Filmes

Jumanji: Próxima Fase (2019)

Os mesmos personagens principais de volta e com o mesmo carimbo, com incrementos bem pensados que tornam o filme minimamente interessante. Direção de Jake Kasdan.

angelmoney
Ritmo Louco (“Swing Time”, EUA, 1936)
Filmes

Ritmo Louco (“Swing Time”, EUA, 1936)

O casal de atores Fred Astaire e Ginger Rogers, que dançam e cantam em seus filmes, mantiveram uma longa parceria no cinema. Ritmo Louco foi o sexto filme com o casal, contendo cenas de dança sensacionais, ao estilo sapateado, entre outros. Um dançarino e apostador viaja a Nova York para levantar a quantia necessária para poder se casar com sua noiva. Chegando lá, ele acaba se envolvendo com uma bela dançarina novata. Dirigido por George Stevens.

2 Comentários

  1. É um filme bom e muito interessante, sinto que história é boa, mas o que realmente faz a diferença é a participação de Adam Driver neste filme. Eu gostei e você? Me surpreendeu o ator. Seu trabalho é excelente como neste filme. Sigo muito os filmes com Adam Driver, sempre me deixa impressionada em cada nova produção. O vi recentemente em um bom filme chamado Lucky Logan Roubo em Família, foi um dos melhores filmes de comedia 2017 eu recomendo!, o êxito do filme se deve muito ao grande elenco que é bastante conhecido pelo seu grande trabalho. Foi o meu filme preferido.

    Reply
    • Sim, Adam Driver é muito bom e mereceu a indicação ao Oscar, uma pena que ainda existam pessoas que medem o ator pelo seu papel no novo Star Wars como Kylo Ren (que eu não achei ruim assim). Eu também assisti Lucky Logan e de fato é um filme bem legal, adoro essas tramas que envolvem grandes roubos e o Adam faz um papel diferente, não é? Ele é versátil! Infiltrado na Klan ficou em primeiro lugar no nosso TOP 10 Melhores Filmes de 2018, você viu? É só clicar aí no link para conferir a lista. Amei esse filme!

      Alondra, gostaria de aproveitar o seu interesse e recomendar que siga o nosso perfil @eueatelona no Instagram, já que lá eu costumo fazer postagens a cada 2 ou 3 dias e são textos curtinhos e bem diversificados sobre filmes e cinema. Valeu!

      Reply

Deixe seu comentário